O nosso jornal

Agricultura familiar muda a realidade de produtores rurais da Palmares I

SHARE
, / 380 0

Aumentar a renda, esse é o sonho de todo produtor rural que acorda cedo todos os dias para trabalhar. Em Parauapebas, os agricultores já vivem essa realidade. O programa de incentivo do Governo Municipal, por meio da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror), proporciona aos produtores uma mudança de vida completa.
Raimundo Vieira, 51 anos, tem uma propriedade na área da Palmares I. O produtor que chegou a Parauapebas há 3 anos, sempre trabalhou com agricultura familiar, mas nunca teve incentivo nos negócios. “Aqui é diferente, a prefeitura nos apoia. Já recebi muitos benefícios: adubo, sementes e os técnicos da Sempror sempre estão à disposição para nos auxiliar”, comenta.
Ele trabalha com o plantio de melancia, maracujá, goiaba, milho, cheiro verde, abóbora e cebola. Para o agricultor, o conhecimento e a assistência técnica qualificada fizeram a diferença na sua plantação. Atualmente, ele consegue fazer a colheita de melancia, por exemplo, duas vezes ao ano.
A segunda colheita de melancia foi realizada na última quinta-feira (2), com a presença do secretário de Produção Rural, Horácio Martins, equipe da Sempror, e alguns produtores da região da Palmares I, que conheceram a propriedade, a plantação dos frutos e ainda as técnicas utilizadas pelo agricultor.
“Antes eu fazia o trabalho com a inchada e isso levava muitos dias. Agora é feito com as máquinas custeadas pela prefeitura, o que facilita demais nosso trabalho. A prefeitura também me concedeu o transporte da mercadoria até a cidade. Minha renda aumentou, então, estou muito feliz com esses incentivos e hoje mais ainda pela presença do secretário na minha propriedade”, completa.
Com uma plantação de 5 mil pés de quiabo, cheiro verde, cebolinha, feijão, pimenta de cheiro e mamão, o então produtor Leandro Batista, 35 anos, mudou sua vida quando decidiu voltar a trabalhar como agricultor. Leandro conta que atuava como assalariado na cidade e há 7 anos decidiu investir em uma propriedade na zona rural.
“Agora tenho meu próprio negócio, duas vezes por semana levo os produtos para vender na cidade. Essa é minha única fonte de renda e já tenho uma pessoa que trabalha comigo. Minha vida mudou muito com a agricultura familiar”, afirma o produtor, que já plantou mais 3 mil pés de quiabo para aumentar sua produção.
De acordo com o coordenador da região da Palmares I, Alcides de Sousa, mais de 300 produtores recebem incentivos do Governo Municipal, através da Sempror, com mecanização, distribuição de mudas, adubo, ureia, assistência técnica e construção de tanques de piscicultura.
O titular da Sempror, Horácio Martins, falou para os agricultores sobre o potencial de produção que o município possui e o trabalho que vem sendo realizado para aumentar a produtividade. “Fico feliz em constatar o sucesso de nossos agricultores. Já aumentamos a produtividade de milho e diversos produtos, e vamos continuar. Saímos de 3 % de produtos da agricultura familiar que fornecíamos para a merenda escolar, atualmente, estamos com 33% de fornecimento. O nosso município tem potencial de produção, não vamos precisar vender frutos vindo de outras regiões. Nós vamos produzir melancia suficiente para atender o nosso município e comercializar para outros também, assim como quiabo, couve, cebola, entre outros produtos”, ressalta o secretário
Fotos: Irisvelton Silva | Liliane Diniz.

Leave A Reply

Your email address will not be published.