Câmara Municipal de Tucuruí sofre ataque após cancelamento da sessão que discutiria cassação do prefeito afastado

0
385

A sessão que votaria um pedido de abertura de processo de cassação contra prefeito afastada de Tucuruí Arthur Brito nesta sexta-feira (24) foi cancelada pela manhã. A Câmara Municipal do Município foi atacada com tiros durante a madrugada. Cerca de oito tiros foram disparados contra a faixada do prédio.

Muitos moradores foram para frente do prédio. Homens do batalhão de choque e da cavalaria foram chamados para garantir a segurança, ainda durante o dia ouve um principio de tumulto.Uma perícia foi realizada no prédio pela Polícia Civil no local. A denúncia por improbidade administrativa foi feita pelo irmão do prefeito assassinado em julho de 2017, Jones William.

No inicio da semana a sessão de discutiria a cassação do prefeito afastado Arthur Brito mas também não ocorreu porque o documento com a denúncia teria sumido dos arquivos. O adiamento da sessão desagradou os moradores que ocuparam a praça da cidade para protestar com o adiamento da sessão.

Hoje o município está sobre a administração do presidente da Câmara, Benedito Couto. Além da suspeita de improbidade administrativa a gestão de Arthur Brito também é marcada por outro escândalo, a mãe do ex prefeito, Joseneide Silva Brito, foi presa suspeita de ser a mandante do assassinato do prefeito Jones William. Outras cinco pessoas foram presas durante a operação que investiga o crime.

Habeas Corpus

No final da manhã desta sexta-feira (21) a justiça revogou a prisão temporária da mãe do prefeito afastado de Tucuruí. O benefício foi conseguido por meio de habeas corpus. A expectativa é que ela seja liberada até o final do dia.

FONTE: G1 Pará

Deixe uma resposta