Chuvas deixam Defesa Civil de Parauapebas em “alerta amarelo”

0
299

Com a intensidade das chuvas nos últimos dias, a Defesa Civil em Parauapebas entrou no chamado ‘alerta amarelo’, quando a atenção é redobrada. Os trabalhos foram intensificados a partir das 6 horas de sábado, 11, e continuou por todo o fim de semana.

DSC_0037 DSC_0072

Nesta segunda-feira, 13, as equipes da Defesa Civil estiveram nos bairros Novo Brasil, Casas Populares ll e Jardim Ipiranga. Em alguns pontos da cidade foram registradas inundações e alagamentos próximos a afluentes. A Defesa Civil vem realizando o levantamento de áreas de risco e já documentou 14 pontos que estão sendo monitorados.

O comerciante Lélio de Sousa, morador do bairro Casas Populares ll, relata que sempre quando começa a chover a preocupação aumenta: “Quando a chuva vem, a água sobe rápido demais; todo ano é assim.”

De acordo com o coordenador da Defesa Civil, Valvir Nogueira Fernandes, a locação do galpão para abrigar famílias está quase finalizada, mas já foram providenciados colchões, cestas básicas e cobertores para, eventualmente, atender quem precisar de abrigo.

Segundo o coordenador da Defesa Civil, em outro momento equipes do órgão realizaram visitas em locais de risco para planejar o acesso durante o período chuvoso: “Realizamos visitas durante o verão e mapeamos os locais para sabermos de que forma chegaríamos às famílias, em caso de alagamentos, por exemplo, nenhuma família ficará desemparada”, afirmou Valvir Fernandes.

Com o aumento das chuvas, o nível do rio Parauapebas subiu para 7.26 metros nesta segunda-feira. Normalmente, o nível registrado é de cinco metros. O monitoramento das águas é feito, diariamente, sempre às 7 horas e às 17h.

A Defesa Civil dispõe de dois barcos, um caminhão e duas equipes de trabalho, que em caso de necessidade, solicitam o apoio do Corpo de Bombeiros. O órgão orienta que famílias em áreas de risco fiquem atentas durante as chuvas, podendo acionar o órgão pelo telefone: 3346- 2597.

 

 

Texto: Jéssica Diniz – Fotos: Matheus Costa – Ascom/PMP

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here