Concluído o processo seletivo dos programas Leite a Pasto e Cordeiro Mais Carne

0
467

Os critérios de participação no processo foram especificados em edital, que tratou também da importância da última etapa da seleção: a visita técnica. “O objetivo da visita é vistoriar a propriedade e certificar as informações repassadas pelo produtor, na fase de credenciamento. A gente verifica, por exemplo, se a propriedade tem transformador de energia, quantidade de água suficiente para o sistema de irrigação e se o produtor já atua no segmento leiteiro, no caso do Leite a Pasto”, informou Gilberto Vieira, técnico em Agropecuária da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror).

Todos os produtores devidamente credenciados foram visitados pela equipe técnica da Sempror. O resultado dos aprovados no processo seletivo será divulgado nesta quarta-feira (19), às 8h, em um evento no Centro de Desenvolvimento Cultural (CDC). Na oportunidade, os produtores assinarão o termo de participação nos projetos.

“O meu sonho é que chegue esse momento. Tenho certeza que, com esse apoio da prefeitura, terei leite suficiente para fazer derivados como doces e queijos, do jeito que eu gosto. Toda hora eu fico imaginando o dia em que chegarão minhas vacas e minha ordenha. Estou preparando tudo, o que a equipe de técnicos me cobra, eu faço. Eu tenho que fazer a minha parte”, destacou a produtora rural, Silvana Araújo, da Palmares II. Ela se inscreveu para o Projeto Leite a Pasto, na modalidade reestruturação.

Modalidades implantação e reestruturação

O Projeto Leite a Pasto contemplará 40 produtores na modalidade implantação e 20 na modalidade reestruturação. Já o Projeto Cordeiro Mais Carne beneficiará cinco produtores na modalidade implantação.

“No formato de implantação do Leite a Pasto, a prefeitura vai implantar um hectare de pastejo rotacionado, dividido em 20 piquetes, com todo o sistema de irrigação e cerca elétrica para dividir o pasto. Somente propriedades rurais que já têm produção leiteira podem participar. Para a implantação do projeto Cordeiro Mais Carne serão entregues, além da estrutura para o pasto, 25 matrizes e um reprodutor ovino”, detalhou a zootecnista Akaína Kiss, coordenadora dos projetos.

Já na modalidade reestruturação do Leite a Pasto, serão contempladas propriedades que têm o pasto rotacionado e sistema de irrigação. Os produtores selecionados nesta modalidade receberão cinco novilhas prenhas e um kit de ordenha mecânica.

“A nossa proposta para que esses projetos sejam sustentáveis é que o produtor devolva, dentro de um prazo específico, um animal na mesma categoria que ele recebeu. Esse animal ficará no Centro Tecnológico da Agricultura Familiar (Cetaf) da prefeitura e será entregue para outro produtor que venha a participar dos projetos”, acrescentou Akaína.

Texto: Karine Gomes / Fotos: Bruno Cecim  /  Imprensa ASCOM

Deixe um comentário