Em solenidade, Academia Parauapebense de Letras comemora seu 1º aniversário

0
375

Na noite desta quarta-feira (16), no plenarinho da Câmara Municipal de Parauapebas, foi realizada uma Sessão Solene Comemorativa ao 1º Aniversário de Fundação da Academia Parauapebense de Letras (APL). O evento contou com a presença de autoridades do município e do jornalista, escritor e consultor político maranhense Edmilson Sanches.
Imortais
Paulo da Silva Reis, o “Paulo Poeta”, presidente da Academia de Letras, contou um pouco sobre o primeiro ano da instituição, idealizada pelos jornalistas Lima Rodrigues e Waldyr Silva, e que hoje conta com nove membros. “Neste primeiro ano, começamos a nos organizar e apoiar escritores locais, e, aos poucos, conseguimos orientar esses escritores com consultoria literária. Também realizamos algumas parcerias com projetos para a Secretaria de Educação e Câmara Municipal”, explica.
Durante o evento, a jovem escritora Aliny Gomes recebeu o título de Acadêmica Correspondente. Aliny é criadora do Projeto Garota Cristã, site de informações para garotas que professam a fé cristã e um grupo de escritoras de reflexões para tal. A escritora de Belém já é a autora do livro “Garota Cristã: Querido Diário”, primeiro volume de uma série que conta a trajetória de Stella, uma adolescente e sua aventura de conhecer Jesus Cristo.
Paulo Poeta
Para Edmilson Sanches, fundador da Academia Imperatrizense de Letras (AIL), o momento foi histórico. Como exemplo, o acadêmico falou sobre as dificuldades para criação da instituição e de como está hoje. “Quando começamos a nos preparar para a criação da academia de Imperatriz, um jornal chegou a questionar os motivos e afirmou que as pessoas precisam apenas de comida e dinheiro. Nós levamos adiante e, hoje, ela é umas das academias que mais produz, com centenas de livros publicados e milhares sendo influenciados pela AIL”, conta, completando que fundou a AIL há mais de 20 anos.
O escritor também deu exemplos de nações, como o Japão e Alemanha, que geograficamente não seriam favoráveis para o crescimento econômico, mas que investiram em conhecimento e cultura e tornaram-se grandes potências mundiais. “Esses exemplos ilustram o quanto a cultura e o conhecimento são importantes e devem ser apoiados pelas instituições de um município. Investir em educação é a garantia de construir outras alternativas econômicas. Nesse momento, mais do que uma simples solenidade, aqui está sendo feito história”, declara.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here