Novos vereadores são empossados na Câmara de Parauapebas

0
483

Tomaram posse na tarde de terça-feira, 08, os suplentes de vereador Joelma Leite, Ivaniti José da Silva, Antônio Massud Sales e Zacarias Marques Assunção, ocupando as cadeiras de José Arenes, Josineto Feitosa, Major da Mactra e Devanir Martins. Faltou somente Irmã Teca que ainda não havia sido diplomada para a vaga de Luzinete Batista, que poderá tomar posse dia 15.
Joelma Leite passou a integrar o parlamento, empossada durante sessão ordinária, a vereadora ocupa o lugar de José Arenes, afastado por decisão judicial, e a nova vereadora afirmou que assume o mandato com responsabilidade de fazer valer o papel do vereador, que é fiscalizar as contas públicas, propor projetos de leis de interesse da comunidade e buscar soluções para os problemas da cidade.
“Digo a vocês, com muita convicção, que estou do lado do povo, do lado de Parauapebas. Não posso fechar os olhos para a crise institucional instalada em nosso município. Diante da situação catastrófica em que nos encontramos, não me resta outra alternativa senão atuar como oposição ao governo”. Essas foram palavras proferidas por Joelma de Moura Leite em seu discurso de posse.
Ao proferir seu discurso de posse, o vereador Ivaniti José da Silva, conhecido como “Barrão” (PSDC), agradeceu primeiramente a Deus pela oportunidade de representar o povo de Parauapebas.
O parlamentar contou que sempre se interessou por política e ao ver o pai dele sendo vereador sentiu desejo de fazer de Parauapebas uma cidade melhor. “Iniciei minha caminhada cedo. Aos 17 anos ajudei na emancipação do município, contribui diretamente em algumas campanhas eleitorais e lutei incansavelmente no plebiscito do Estado do Carajás. Por isso, estar nesta tribuna é uma emoção muito grande”, afirmou.
O novo vereador falou ainda da insatisfação da população com o cenário político do município. “Não há democracia sem um parlamento autônomo enquanto poder. Não há parlamento forte sem o reconhecimento do povo, da sociedade como um todo. Portanto, nós, vereadores, enquanto representantes do povo, precisamos agir com total independência e transparência”, destacou Ivaniti Barrão.
A vereadora Eliene Soares solicitou à Mesa Diretora da Câmara a realização de audiência pública no dia 26 de setembro, às 9 horas da manhã, no Plenário da Casa. A parlamentar explicou que a medida foi definida em reunião do Conselho Municipal de Saúde no dia 3 de setembro.
Durante a sessão ordinária o parlamentar Charles Borges apresentou o Requerimento n° 36/2015, que sugere à Secretaria Municipal de Educação a instalação de quatro bibliotecas nos bairros Casas Populares, da Paz, Cidade Nova e Altamira.
Conforme ressalta a proposição, a implantação poderá ser em uma escola de cada complexo, exceto no Bairro Cidade Nova, que já existe, sendo necessária apenas a repotencialização, visto que o acervo encontra-se defasado e em decadência.
O requerimento tem ainda o objetivo de incentivar fortemente o hábito pela leitura e construção da literatura local, como formas de oportunidades de crescimento pessoal e profissional para os cidadãos parauapebenses, bem como atender a uma das exigências do Ministério da Educação (MEC), que em seu Plano Ações Articuladas (PAR) determina que os municípios desenvolvam programas de incentivo à leitura e cultura.
(Com informações de Josiane Quintino – Assessoria da CMP)

Deixe uma resposta