Parauapebas entre as 5 cidades do Pará com maior número de casos de sífilis

0
145

Cinco cidades do Pará estão entre os 100 municípios prioritários que vão receber R$ 200 milhões para conter o avanço da sífilis, são elas: Marabá, Marituba, Bragança, Parauapebas e Belém. Os recursos são do Ministério da Saúde e deverão ser aplicados em ações de prevenção, diagnóstico e tratamento da doença.

Segundo o Ministério da Saúde, as 100 cidades escolhidas concentram 60% dos casos da doença no país. O plano do governo prevê a ampliação dos testes para diagnosticar a sífilis, principalmente nas grávidas, pois a identificação ainda no primeiro trimestre da gestação e o tratamento adequado impedem a transmissão da doença da mãe para o bebê.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a sífilis congênita no Pará vem aumentando nos últimos anos. Em 2010 foram 440 casos; em 2011 foram 551; 2012 registrou 540 casos; 2013 foram 608; 2014 houve 817 e 2015 tiveram 904 casos. Em média, 2% dos nascidos vivos no Pará nascem com a doença.

Os dados também indicam avanço no número de mulheres ainda grávidas contaminadas: em 2012, a sífilis foi diagnosticada em 923 gestantes no Pará; em 2013, 1.106; em 2014 foram 1.279; já em 2015 os números subiram para 1.537 casos. 2017 deve fechar com novo recorde, o que não é bom para nosso país que passa por uma crise maior do que o previsto.

Fonte G1 Pará

Deixe uma resposta