Polícia Civil deflagra operação Março com Rosas no interior do Estado

0
165
DEPOIMENTO DE SUSPEITO DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA CONTRA MULHER

A Polícia Civil deu início, neste sábado (09), à operação Março Com Rosas, uma ação da Instituição Policial para enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher em todo Estado. A iniciativa da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV) vai se estender até início do próximo mês.

No primeiro dia, a operação mobilizou todas as Delegacias Especializadas no Atendimento à Mulher (DEAMs) do interior do Pará, em um mutirão para dar agilidade a inquéritos policiais visando a punição dos agressores. A programação faz das comemorações pelo Dia Internacional da Mulher celebrado em 8 de março.

A meta da operação, explica a delegada Priscila Morgado, diretora de atendimento a grupos vulneráveis da Polícia Civil, é responsabilizar criminalmente 700 suspeitos de crimes relacionados à violência doméstica e familiar contra mulheres no Pará. O sábado foi de trabalho nas DEAMs do interior paraense. Em Castanhal, nordeste paraense, a equipe da DEAM composta pela delegada Lidiane Pinheiro, escrivães Andréa e Socorro, e investigador Marileno realizaram interrogatórios de diversos infratores, na Delegacia.

Como resultado, ao todo, 26 inquéritos foram tombados. “Essa ação é de extrema relevância para garantir a efetividade na proteção das mulheres vítimas de violência doméstica”, pontou a delegada Lidiane Pinheiro. Em Altamira, sudoeste paraense, a DEAM do município instaurou, ao todo, 20 inquéritos policiais de crimes contra a mulher. Ainda, durante a operação, foram realizadas diligências para instruir os inquéritos policiais.

Em Soure, na região do Marajó Oriental, a DEAM da região instaurou 33 inquéritos policiais. Do total, 28 procedimentos referentes à violência doméstica contra a mulher e cinco procedimentos de crimes contra crianças e adolescentes.

“Todos os procedimentos foram devidamente instruídos e serão encaminhados à Justiça”, destacou a delegada Thiciane Maia, titular da DEAM da região.

Ainda no sábado, explica a delegada, foi realizada uma ação conjunta de policiais civis da Delegacia de Salvaterra e de Soure em apoio à uma equipe da Delegacia de Polícia Civil do Marco de Belém que foi até Salvaterra para realizar investigações, na localidade de Condeixas, em Salvaterra, para apurar crimes de estupro contra vulneráveis e exploração sexual. Os acusados são quatro homens, um deles, padrasto da vítima dos crimes sexuais. As investigações resultaram no pedido de prisão dos quatro suspeitos à Justiça.

Em Paragominas, nordeste paraense, policiais civis da DEAM da região instauraram seis inquéritos policiais no sábado e efetuaram um atendimento com requisição de medida protetiva em favor de vítima de violência doméstica e familiar. “Todos os procedimentos foram devidamente instruídos e serão encaminhados à Justiça com a maior brevidade para que os indiciados sejam responsabilizados criminalmente”, destaca o delegado Cristiano Nascimento, superintendente da região do Capim, sediada em Paragominas.

Em Santarém, oeste do Estado, a operação resultou em 40 inquéritos policiais instaurados na Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher de Santarém.

Do total, 20 inquéritos são presididos pela delegada Luanda Tupiassu e outros 20 pela delegada Milla Moura. Todos os inquéritos são relacionados à violência doméstica.

Foram realizados ainda oito depoimentos de testemunhas, 15 interrogatórios e conduções coercitivas e intimações ao longo do dia. A ação será realizada a partir de um grande mutirão realizado em todas as DEAMs com o objetivo de dar celeridade aos registros de ocorrências realizados no Pará.

Além de punir os agressores de mulheres, ressalta a delegada, a operação vai contar com atividades educativas, como palestras e orientações, que serão levadas, durante todo o mês de março, pelas delegadas titulares das DEAMs da capital, região metropolitana e interior paraense, como forma de informar às mulheres seus direitos.

A operação prosseguirá no próximo dia 19, quando a ação será realizada pela DEAM de Ananindeua. No dia 23, será a vez da DEAM de Belém. A operação termina em 6 de abril.

Fonte: policiacivil.pa.gov.br

Deixe um comentário