Polícia vasculha rede social de detento e da companheira espancada

0
245
FOTO DA VITIMA QUE FOI MORTA /PERFIL DAS REDES SOCIAIS
FOTO:REPRODUÇÃO FACEBOOK

Nicolly Guimarães Sapucci morreu com afundamento do crânio após visitar Michael Denis Freitas, em Jundiaí (SP). Rapaz alegou ciúme como motivo da agressão; ele cumpria pena por roubo e foi indiciado por feminicídio.

A Delegacia de Defesa da mulher (DDM) de Jundiaí investiga a morte da jovem de 22 anos espancada pelo companheiro durante uma visita íntima no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Jundiaí (SP), no domingo (27). Segundo a polícia, depoimentos de agentes penitenciários, do diretor da unidade e informações de redes sociais estão sendo colhidos.

De acordo com a delegada Renata Yumi Ono, a vítima Nicolly Guimarães Sapucci sofreu ferimentos graves e foi jogada de um beliche, onde estava com Michael Denis Freitas, de 25 anos. O detento, que cumpre pena por roubo desde 2018, alegou ciúme como motivação do crime.

A ocorrência foi percebida pela administração penitenciária no fim do período de visita. Na busca, os agentes encontraram a jovem desmaiada e ferida em uma das celas.

O detento disse à polícia que eles brigaram porque ela tinha ciúme de um relacionamento anterior dele. A delegada acredita, com base em informações colhidas, que o rapaz é quem tinha ciúme da vítima. A delegada informou que vai buscar por depoimentos na rede social do casal para investigar a versão de ciúme.

Michael vai responder por feminicídio e, condenado, a pena deve ser somada com a de roubo. Investigação

Segundo a polícia, os dois estavam juntos desde 2017 e mantinham um perfil compartilhado no Facebook. Enquanto o companheiro estava preso, a vítima costumava fazer publicações com declarações.

Conforme um material de 21 de junho apurado pela investigação, e que também viralizou nas redes sociais, a mulher descreveu a rotina de visitas à unidade e troca de cartas entre os dois.
A investigação aguarda laudos do IML e do Instituto de Criminalística. O diretor do CDP também será ouvido para explicar sobre o procedimento de visitas na unidade.

Em nota, a SAP informou que detentos pediram socorro alegando que uma visitante teria sofrido um acidente na cela. Ainda segundo a nota, o preso afirmou que derrubou a mulher da cama e a agrediu com socos e pontapés.

Um Procedimento Apuratório Disciplinar e Preliminar foi aberto para averiguação dos fatos e o preso foi isolado preventivamente em cela disciplinar. Será solicitado ao juiz local a internação do rapaz em regime disciplinar diferenciado.

O corpo da jovem é velado em Bragança Paulista. O enterro será nesta terça (29)

Por Carlos Dias, G1 Sorocaba e Jundiaí

Deixe um comentário