Projeto de Fruticultura garante até 60 mil mudas para produtores rurais

0
265

A política agrícola de desenvolvimento do campo ganhou reforço com a implantação do Projeto de Fruticultura para 140 famílias na zona rural de Parauapebas, que receberão no total 60 mil mudas melhoradas geneticamente.

Os agricultores selecionados pela Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror) deverão fazer o cultivo de duas variedades de fruto. O objetivo é implantar a chamada cultura consorciada que nada mais é do que uma técnica agrícola que consiste na plantação de espécies diferentes próximas uma das outras.

A vantagem é que enquanto uma colheita chega ao fim, o produtor poderá colher o fruto de outra espécie para manter a obtenção de renda com a comercialização no mercado local.

Ao planejar o Projeto de Fruticultura, a pedido do prefeito Darci, a Sempror realizou uma pesquisa de mercado para constatar quais espécies têm viabilidade comercial em Parauapebas e região, levando em consideração o custo de produção. Por isso as espécies escolhidas foram: acerola, cupuaçu, açaí, goiaba, maracujá, mamão, banana e abacaxi.

Cada família ficará responsável por produzir em uma área de um hectare, o que demandará do governo municipal investimentos no valor de 21 mil reais por produtor.

Os beneficiados atenderam a critérios específicos como morar na propriedade; possuir fonte de água; ter disponibilidade de carga elétrica; ter experiência com fruticultura e mão de obra disponível.

“Para o produtor ter acesso ao mercado é preciso atender a três requisitos básicos que é a frequência de produção, qualidade e bom preço. A escala de produção em Parauapebas precisa ser de média para grande, pois já temos uma população considerável, então nós já estamos trabalhando para isso”, disse Eurival Martins, secretário de produção rural.

O Governo Municipal trabalha para o desenvolvimento do projeto há mais de um ano e já desenvolveu etapas como: seleção de produtores de acordo com o perfil do projeto; preparação do solo; adubação e entrega de mudas e está trabalhando agora para o plantio das mudas; irrigação e técnicas de cultivo por equipes de profissionais especializados responsáveis por toda a assistência técnica promovida no campo.

Marcondes Aguiar é produtor em Palmares Sul e já comercializa duas toneladas de mamão por semana para o comércio local. O Projeto de Fruticultura veio para aumentar sua produção e inserir novas culturas: “Nós sempre pensamos em crescer e com a assistência técnica que a Sempror está nos oferendo, agora temos esta confiança. Já temos mamão produzido aqui mesmo e com menor preço para os consumidores locais”, disse o produtor.

  

Texto: Jéssica Diniz

Fotos: Bruno Cecim

Assessoria de Comunicação – ASCOM | PMP

Deixe um comentário