Roda viva – edição 1269

0
361

A Linha 17-Ouro do monotrilho e o prolongamento da Linha 5-Lilás do Metrô só devem começar a operar em 2017, três anos depois da previsão inicial do governador Geraldo Alckmin (PSDB). O novo prazo foi divulgado nesta segunda-feira (30) pelo próprio governador e pelo secretário de Transportes Metropolitanos, Clodoaldo Pelissioni.*** A presidente Dilma Rousseff afirmou nesta segunda-feira (30), durante entrevista após entregar casas do programa Minha Casa, Minha Vida em Capanema (PA), “ter clareza” de que o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, foi “mal interpretado” ao dizer que ela nem sempre faz as coisas da “maneira mais fácil” e “efetiva”.***O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, tentou desfazer, nesta segunda-feira (30), o mal-estar criado por uma declaração sua dada na semana passada. Segundo ele, foi um “mal-entendido” a interpretação de uma fala sua durante uma palestra em inglês, publicada pelo jornal “Folha de S. Paulo” como uma crítica à “pessoa” da presidente Dilma Rousseff.*** O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta segunda-feira (30) ter registrado lucro líquido de R$ 8,594 bilhões em 2014. O resultado ficou 5,4% acima dos R$ 8,150 bilhões obtidos em 2013.*** Uma ação coletiva consolidada contra a Petrobras e suas subsidiárias internacionais foi submetida a um tribunal do Distrito Sul de Nova York, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (30). O texto defende que a estatal violou normas do mercado de capitais norte-americano e brasileiro.*** O dólar reverteu a alta vista mais cedo e fechou em queda nesta segunda-feira após a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, mostrarem discurso alinhado, diminuindo a preocupação com eventuais repercussões e divergências dentro do governo, destaca a Reuters.*** Uma ação coletiva consolidada contra a Petrobras e suas subsidiárias internacionais foi submetida a um tribunal do Distrito Sul de Nova York, nos Estados Unidos, nesta segunda-feira (30). O texto defende que a estatal violou normas do mercado de capitais norte-americano e brasileiro.*** Os economistas do mercado financeiro previram, pela primeira vez, que a economia brasileira terá uma retração de 1% neste ano. Se confirmado, será o pior resultado em 25 anos, ou seja, desde 1990 – quando foi registrada uma queda de 4,35%.***A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovou nesta segunda-feira (30) o edital do leilão de energia nova para entrega a partir de 2020 (A-5) marcado para 30 de abril.*** A promotoria de Düsseldorf, na Alemanha, informou nesta segunda-feira (30) que o copiloto do avião da Germanwings que caiu nos Alpes franceses na semana passada passou por tratamento para tentar conter tendências suicidas no passado.*** A nova presidente do Incra, Lúcia Falcón, afirmou após tomar posse nesta segunda-feira (30) que até o final do ano pretende realizar o assentamento de 11 mil famílias em áreas destinadas à reforma agrária. Ao final dos quatro anos do segundo mandato da presidente Dilma Rousseff, disse, a meta é assentar 120 mil famílias, conforme compromisso da própria presidente.*** O vice-presidente da República, Michel Temer, disse nesta segunda-feira (30) que considerou “nada ofensiva” a fala de Joaquim Levy sobre a presidente Dilma Rousseff durante palestra, realizada em inglês na última terça a ex-alunos da escola de negócios da Universidade de Chicago (EUA). Para Temer, que participou de um debate sobre reforma política na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, a declaração do ministro foi mal interpretada.*** O dólar reverteu a alta vista mais cedo e fechou em queda nesta segunda-feira (30), após a presidente Dilma Rousseff e o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, mostrarem discurso alinhado, diminuindo a preocupação com eventuais repercussões e divergências dentro do governo, destaca a Reuters.*** Máximo Kirchner, filho da presidente argentina Cristina Kirchner, teve contas conjuntas nos Estados Unidos e nas Ilhas Cayman com a embaixadora Nilda Garré, disse a VEJA um especialista americano em investigações do setor financeiro.*** O presidente da construtora Camargo Corrêa, Dalton Avancini, deixou a carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR) nesta segunda-feira após ter o acordo de delação premiada homologado pelo juiz federal Sérgio Moro. Ele vai cumprir prisão domiciliar e passou a usar uma tornezeleira eletrônica para ser monitorado pela Justiça.

Deixe uma resposta