Roda viva – edição 1294

0
313

A Vale, em Carajás, adotou um novo modelo para calibragem de pneus de caminhões pesados, baseado no sistema de pit stop e que utiliza elementos de automação, além de otimização dos acessórios no layout *** A inovação foi integralmente desenvolvida pelas equipes de Carajás e não existe em outras empresas que utilizam os mesmos modelos de equipamentos de mina, segundo nota publicada, hoje (17), pela mineradora *** A calibragem de pneus de caminhões ficou mais rápida e segura em Carajás. Até pouco tempo, os pneus dos caminhões fora de estrada eram calibrados individualmente após o processo de abastecimento nos postos, o que levava cerca de 1 hora e 15 minutos no total *** Esse tempo caiu, atualmente, para 18 minutos, com a adoção de um novo conceito para calibragem, baseado no sistema de pit stop e que utiliza automação, além de otimização dos acessórios no layout *** A inovação foi integralmente desenvolvida pelas equipes de Carajás e não existe em outras empresas que utilizam os mesmos modelos de equipamentos de mina *** Implementado em 90 dias, o projeto da Unidade Móvel de Calibragem (UMC) já mostra resultados expressivos em produtividade. O equipamento calibra os seis pneus dos caminhões simultaneamente, através de seis injetoras, ligadas a um painel de comando no qual são inseridos os valores de pressão desejados – como se fosse um equipamento de calibragem normal em um posto de combustível *** Mais do que isso, o ajuste das pressões é feito por meio de cálculos que ponderam qual pressão é a mais adequada, considerando a temperatura interna do pneu *** O indicador é acompanhado via telemetria, pelo Sistema de Monitoramento Remoto de Pneus *** Amigos e familiares de André Osvaldo, proprietário do “Espetinho do Pescoço”, que fica localizado na Avenida dos Ipês, bairro Cidade Jardim, realizaram neste domingo (19) um almoço beneficente que tem como objetivo arrecadar fundos para que sejam usados para a recuperação da saúde de “Pescoço”, que recentemente foi vítima de um infarto e se encontra internado no Hospital Regional de Marabá com quadro de saúde grave *** A mobilização beneficente de amigos e familiares tenta arrecadar o valor de R$ 35 mil para que André Osvaldo possa ser transferido para um hospital em Goiânia-GO, onde precisa passar por uma cirurgia com urgência *** Ajude você também – Se você tem interesse em ajudar André Osvaldo, conhecido popularmente como “Pescoço”, faça a doação de qualquer valor através da conta do Banco do Brasil, agência: 3374-x, conta corrente: 29076-9, que tem como titular Carlos Alberto Pacola de Carvalho ou Banco ou Banco Bradesco, agência: 2008-7, conta corrente: 011239-9, titular: Osmar Freitas Gil *** Os amigos e familiares de “Pescoço” também estão vendendo rifas pelo valor de R$ 15 para serem sorteadas no próximo final de semana com vários prêmios. As rifas estão sendo vendidas no Espetinho do Pescoço, na Avenida dos Ipês, bairro Cidade Jardim *** As medalhistas olímpicas Adriana Behar e Shelda Bede, atletas do vôlei de praia, falarão para operários de um grande projeto – legado das Olimpíadas de 2016 no Rio de Janeiro – sobre a importância da prevenção a acidentes de trabalho *** A mensagem será transmitida através de um vídeo, produzido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) e lançado através de Ato Público, no dia 27/7 (segunda-feira), às 10h, em frente ao canteiro de obras do Museu do Amanhã – projeto do Porto Maravilha, que integra o Plano de Legado dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016. A ação conta com apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro *** No vídeo, de 30 segundos, as atletas alertam sobre a importância do uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), tais como capacetes e botas, para evitar acidentes laborais. No Brasil foram registrados, em 2013, 717.911 acidentes de trabalho, de acordo com os índices mais recentes do Anuário Estatístico da Previdência Social – que inclui apenas trabalhadores com registro em carteira *** A produção audiovisual é uma ação do Programa Trabalho Seguro no âmbito da Justiça do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT/RJ). Promovido pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) e pelo Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT), esse Programa visa à formulação e execução de projetos e ações nacionais voltados à prevenção de acidentes de trabalho e ao fortalecimento da Política Nacional de Segurança e Saúde no Trabalho ***

Deixe uma resposta