O nosso jornal

SEMED recebe 252 kits educativos da Vale

SHARE
, / 169 0

A manhã desta terça-feira, 31, foi marcada por um ganho para a educação municipal: o repasse de 252 kits educativos pela Vale e Fundação Vale à Secretaria Municipal de Educação.

DSC_0057 DSC_0072DSC_0049

O evento contou com a presença do prefeito Darci Lermen, do vice-prefeito Sérgio Balduino, do secretário de Educação, Raimundo Neto, diretores de escolas, técnicos da Semed e representantes da Vale.

A entrega dos kits faz parte do Circuito Mineração, um Projeto da Vale que vem sendo desenvolvido desde 2014 e que, por meio de parceria com a Semed, tem buscado aproximar a mineração do dia a dia dos alunos, bem como engajar os professores e estudantes nos temas mineração e sustentabilidade. Para isso, ao longo desses três anos foram promovidas ações de formação para os professores, visitas às unidades de conservação e também à operação da Vale.

Segundo a coordenadora do Setor de 3º e 4º Ciclos da Semed, Valdelice Cardoso, cada uma das três etapas do Projeto foi produtiva, contudo a fase mais importante começa agora. “A partir de agora ocorrerá a consolidação de todo um trabalho. É o momento em que será feito o uso do material em sala de aula pelos professores e alunos”, destaca a educadora.

MINERAÇÃO

Ao falar sobre a parceria com a Vale, o secretário de Educação, Raimundo Oliveira Neto, elogiou a iniciativa da empresa de levar a temática para a sala de aula. “Os kits, além de instrumentos pedagógicos, vão servir para provocar discussão sobre a mineração, e dependendo da criatividade dos nossos educadores podemos estender o tema sobre os reflexos disso na nossa economia, abrangendo outras áreas que perpassam por ela”, sugeriu o gestor.

O prefeito Darci Lermen falou sobre a importância da parceria, da ação e do trabalho dos educadores. “Precisamos desenvolver um trabalho em conjunto para termos a melhor educação do Estado, para que nosso Ideb cresça e haja maiores avanços na área educacional”, conclamou Darci, referindo-se ao Índice de Desenvolvimento da Educação Básica.

A valorização da principal matriz econômica de Parauapebas e aproximação dos alunos e professores da mineração também foram ressaltadas por Paulo Horta, diretor de Operações Ferrosos Norte da Vale, que salientou que o programa pode influenciar na escolha profissional dos alunos. “Essa parceria pode estimular o aluno no aprendizado e, quem sabe, provocar interesse nessa geração, para futuramente torná-los geólogos, engenheiros de minas e engenheiros ambientais”, explanou Horta.

De acordo com Andreia Rabetim, Gerente de Relações Intersetoriais da Fundação Vale, o processo de acompanhamento do projeto é de interesse da Vale em parceria com o Ministério da Educação e Cultura (MEC). “É importante que ao final deste trabalho nós apresentemos bons resultados para o MEC, podendo inspirar políticas públicas que valorizem o trabalho como experimentação”, assinalou Andreia.

KITS GEOCIÊNCIAS

O kit geociência é composto por caixa com amostras de rochas e minerais, um caderno de atividades para o aluno e o suplemento com orientações para o professor. Cada uma das 39 escolas municipais que atendem alunos dos 3º e 4º ciclos, ou seja, do 6º ao 9º ano), receberá uma quantidade de kits proporcional ao tamanho da instituição. As escolas com maior número de alunos matriculados no segmento receberá maior quantidade, para que possibilite melhor desenvolvimento das atividades. (Prefeitura Municipal de Parauapebas | Assessoria de Comunicação Social)

Leave A Reply

Your email address will not be published.