Sessão solene reabre os trabalhos legislativos de 2015

0
371

Os trabalhos legislativos foram reabertos ontem, 03, em uma sessão solene presidida pelo vereador Ivanaldo Braz (SDD), e contou com a presença da maioria dos edis, com exceção de Josineto (SDD) Feitosa que continua preso e Odilon Rocha (SDD), impedido pela justiça de entrar em órgãos públicos, tampouco participar das sessões na Câmara.
O prefeito de Parauapebas, Valmir Queiroz Mariano, participou da solenidade e recebeu várias críticas da maioria de alguns vereadores. Mas, quem teve o discurso mais direcionado ao gestor foi Eliene Soares (PT), afirmando que o prefeito não tem competência para administrar Parauapebas.
Outros vereadores levantaram críticas ao governo em relação às estradas da zona rural, falta de ambulâncias, remédios, escola técnica agrícola que muito é almejado pelos filhos dos pequenos produtores rurais e a constante troca de gestor do primeiro escalão.
O líder do governo, vereador Zacarias Marques (PP) e o presidente da Casa de Leis, Ivanaldo Braz, tiveram um discurso mais pacífico e buscaram conclamar a união dentro da Câmara e a dos poderes legislativo e executivo em prol de uma Parauapebas melhor. Braz ainda solicitou que Valmir Mariano convide os 15 vereadores para uma reunião, para que pudessem “lavar a roupa suja”, mas que conseguissem chegar em um denominador comum para o bem da população.
Em sua falação, o prefeito Valmir Mariano afirmou que “fico extremamente feliz quanto escuto as críticas. Isso é saudável e salutar. Porém quero apenas que participem. Não tive recesso e vamos trabalhar mais. Precisamos estar juntos, de mãos dadas, por que os interesses desta cidade são superiores as nossas vaidades pessoais. Temos que fazer o melhor por esse município, e em dois anos fizemos o que não foi feito em 20”, ressaltou o prefeito, acrescentando que a mobilidade urbana, uma vez que a vida é o mais importante para ele, está melhorando. “Na PA-160 foi reduzido em mais de 92% o número de acidentes com vítimas fatais, e isso me deixa muito satisfeito. Se não terminamos a Faruk Salmen é por que a Rede/Celpa está atrasando a retirada dos postes”, disse o prefeito.
Valmir Mariano aproveitou o momento para lembrar que foi muito caluniado e acusado de superfaturar a compra de um terreno para uma construção habitacional. Mas, o resultado da investigação atestou que não ocorreu nenhuma irregularidade na aquisição da área.
Ao final do discurso do prefeito de Parauapebas, o vereador Braz deu por encerrada a sessão solene e convocou os parlamentares e a população para a próxima sessão ordinária, que se realiza hoje, 04.
(Texto e Fotos: Luís Bezerra).

Deixe uma resposta