O nosso jornal

Trabalho do Saaep deixa a desejar e população sofre com o descaso

SHARE
, / 1505 0

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Parauapebas (Saaep) vem sendo alvo de críticas e reclamações em muitos bairros, principalmente nos mais novos de Parauapebas. Ao que tudo indica o órgão vem desempenhando um trabalho aquém do esperado e causando a insatisfação geral.
Cotidianamente a redação do Jornal Correio do Pará (JCP) recebe muitas denúncias sobre esgoto a céu aberto, fossas estouradas que jorram detritos para as vias públicas causando mau cheiro, e problemas no fornecimento de água tratada, o que causa maior reclamação na população.
Hoje o Saaep está com seu terceiro gestor em três anos, e ao que parece Francisquinha de Almeida Vieira ainda não conseguiu se ambientar no departamento tampouco fazer uso de sua cadeira, uma vez que vários pontos da cidade estão em caos. De onde menos surge reclamação são dos bairros mais centrais da área urbana.
A equipe de reportagem foi até a avenida que liga os bairros Cidade Jardim e dos Minérios para conferir in loco as denúncias. No local foi observado esgoto a céu aberto, bueiro entupido e uma fossa estourada jorrando fezes e urina para a via pública, causando uma fedentina insuportável. Porém, enquanto a reportagem colhia mais informações de moradores, um carro limpa-fossa com a identificação do Saaep chegou para esgotar a fossa.
Foram notificados dois casos de pessoas com micoses após o contato com a lama que fica exposta todo dia no local, inclusive com inflamações, que se tornaram ferimentos graves. Outra situação é índice de acindentes que ocorrem no local por falta de uma rotatória, o que já é de resposnabilidade da Secretaria Municipal de Obras (Semob).
O Jornal Correio do Pará entrou em contato com a Assessoria de Comunicação d Prefeitura Municipal de Parauapebas (Ascom/PMP) para marcar uma entrevista com a gestora do Saaep, e estamos aguardando o retorno.
(Texto e Fotos: Luís Bezerra)

Leave A Reply

Your email address will not be published.