Tragédia em Brumadinho: 60 mortes confirmadas, 19 corpos identificados; lista tem 292 pessoas sem contato

0
168
Foto: Agência Brasil

Ações da Vale chegam a perder quase 20% e puxam queda da Bovespa.

Papéis da mineradora entraram em leilão no início da sessão; índice da B3 havia renovado máxima na quinta-feira (24).

O principal indicador da bolsa brasileira, a B3, opera em forte queda nesta segunda-feira (28), puxada pelas ações da Vale. O mercado reage na primeira sessão após o rompimento da barragem da mineradora Vale em Brumadinho (MG) na sexta-feira (25), quando a bolsa não operou em razão do feriado de São Paulo.

Às 11h14, o Ibovespa recuava 1,83%, aos 95.889 pontos. Veja mais cotações.

As ações da Vale caíam em torno de 15% no mesmo horário, após entrarem em leilão no início da sessão. Na abertura dos negócios, os papéis recuaram 19,86%. Na mínima do dia até o momento, perderam 19,98%, segundo o Valor Pro.

A mineradora tem peso de 11,39% na composição do Ibovespa. As ações do Bradespar, acionista da Vale, cediam mais de 20%, perto do mesmo horário.

Petrobras recuava em torno de 0,30%, enquanto Itaú Unibanco e Bradesco subiam e ajudavam a compensar a queda do índice, devido ao seu forte peso na carteira.

Tragédia em Brumadinho

Executivos da Vale podem ser responsabilizados por tragédia em Brumadinho, diz Raquel Dodge

Procuradora-geral da República defende revisão do protocolo de segurança de barragens. ‘Há, em Minas Gerais, 700 barragens, todas elas avaliadas já em algum grau de risco’, disse.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou nesta segunda-feira (28) em São Paulo que o Ministério Público Federal formou uma força-tarefa em Minas Gerais para investigar os danos ambientais e as responsabilidades penal, cível e administrativa do rompimento da barragem de Brumadinho.

Segundo a procuradora, “executivos da empresa responsável pela barragem”, a mineradora Vale, podem ser responsabilizados. Até a última atualização desta reportagem, havia a confirmação de 60 mortos, sendo que 19 foram identificados. Há 305 desaparecidos, e 192 pessoas foram resgatadas vivas.

“Em primeiro lugar, devemos tratar da responsabilidade do tocante à indenização das famílias. As famílias estão muito preocupadas com os entes queridos. É preciso localizá-los, dar certeza sobre o paradeiro de cada um, mas é preciso também que elas tenham algum tipo de socorro. Muitos perderam o modo de trabalho, o modo de financiamento de suas vidas”, declarou.

“Também é preciso ter uma responsabilidade séria do ponto de vista indenizatório da empresa que deu causa a este desastre e também promover a persecução penal de pessoas e indivíduos, que precisam ser responsabilizados por esta falha”.

Deixe um comentário