Aos 11 anos, atleta de Canaã dos Carajás é campeão mundial de jiu-jitsu na Califórnia

0

O jovem Luan Castro, atleta de jiu-jitsu de Canaã dos Carajás, já tem quase sete vezes mais títulos do que anos de vida. Ao todo, ele já subiu ao local mais alto do pódio, no esporte que pratica desde os seis anos de idade, 73 vezes. Entre as conquistas mais importantes desse jovem de apenas 11 anos estão o tretacampeonato paraense, o bicampeonato maranhense, o hexacampeonato brasileiro, o campeonato Pan-americano, o tetra campeonato sul-americano, o tricampeonato latino-americano.

Mas a mais importante conquista veio do Campeonato Mundial, disputado por ele nos últimos dias 8, 9 e 10 de novembro, em Long Beach, Califórnia, nos Estados Unidos. Luan foi convidado para a competição pela Confederação Internacional de Jiu-Jitsu Esportivo (SJJIF, na sigla em inglês), organizadora do evento. Lá, foi um dos três brasileiros que representaram o país, e o único da região norte.

Com o título conquistado na primeira competição internacional, chegou ao décimo mundial. “Foi uma conquista muito importante e difícil, pois é preciso sair do conforto da sua nação e enfrentar outra língua, outra cultura e o fuso horário. Foi incrível ver o Luan Castro subir no pódio e levantar a bandeira brasileira, representando toda uma nação.” comentou o pai e incentivador, Florisvaldo Júnior.

Para participar da competição, Luan Castro, que está na categoria infantil e luta com a faixa laranja, contou com o apoio da prefeitura de Canaã, por meio da Fundação de Cultura, Esporte e Lazer (FUNCEL), a quem o pai dele agradece, nas pessoas do prefeito Jeová Andrade, do vice Alexandre Pereira e do presidente da autarquia, Antônio Carlos da Silva, o Carlinhos.

Florisvaldo Junior também destaca a importância da equipe Vilhena, de Canaã dos Carajás, da qual Luan Castro é integrante, e do professor Gleyson Melo. “Tenho certeza que, se abrindo as oportunidades, Canaã dos Carajás terá muitos outros destaques. O nosso município tem pessoas brilhantes nesta e em outras modalidades esportivas”, concluiu.

ascom.canaã

Deixe um comentário