Em feira internacional, Parauapebas avança rumo à verticalização do minério e industrialização

0
91

A Prefeitura de Parauapebas saiu na frente e a nossa participação na Expo e Congresso Brasileiro de Mineração 2019 (Exposibram), rendeu bons frutos. Foram quatro dias em que a Prefeitura esteve na vitrine desta que é a maior feira de mineração da América Latina. Mais de 300 empresas visitaram o estande de Parauapebas, o único município do Brasil a identificar o evento como oportunidade de negócios.

Reconhecido nacionalmente como município exportador de minério, Parauapebas se lança, agora, na cadeia de verticalização mineral.

Para o Secretário de Desenvolvimento, Rodrigo Zanrosso, a presença da Prefeitura, no evento, demonstrou o interesse do município em atrair novas indústrias e empresas. Para isso, várias políticas de desenvolvimento estão sendo adotadas. Uma delas é revitalizar o Distrito Industrial, localizado estrategicamente para estreitar a distância entre as empresas e os grandes projetos de mineração da região. No local, cerca de 1,5 milhão de metros quadrados estão disponíveis para empresas que desejam se instalar em nosso município, trazendo investimentos para nossa região.

Segundo Flávio Veras, Secretário de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia, a parceria com as empresas é a mola mestra para que grupos empresariais tenham interesse pela região. “A cada emprego direto gerado, mais 12 postos de trabalho indiretos são abertos. Isso fortalece e dinamiza a economia local”, afirma Flávio.

Darci Lermen, Prefeito de Parauapebas, afirma que o objetivo principal da Prefeitura é trabalhar para transformar a cidade, gerar emprego e renda, e criar um legado de desenvolvimento para as futuras gerações. “Estamos trabalhando de forma estratégica para que a industrialização do nosso município se torne realidade, e a verticalização das nossas riquezas esteja entre as principais opções para os investidores”, ressaltou o prefeito.

Com a participação no evento, 34 grandes empresas manifestaram o interesse em se instalar no município.  Outras, que já estão em Parauapebas, desejam ampliar as instalações, como a Weir Esco, Geosol e GHT.

A proposta da Prefeitura é transformar Parauapebas em referência nacional em industrialização mineral.

 

                                                                    Texto: Márcia Machado / Fotos: Lucas Dias

                                                                   Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Deixe um comentário