Governo do Estado lança projeto de habitação para PMs e entrega equipamentos

0
142

O Governo do Estado lançou, nesta quarta-feira (19), no Hangar Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, o projeto de conjuntos habitacionais destinados exclusivamente para policiais militares. Na ocasião, o governador Helder Barbalho e o comandante-geral da Polícia Militar, coronel José Dilson Melo de Souza Júnior, também entregaram equipamentos para a corporação.

O comando da Polícia Militar do Pará, a partir de uma diretriz do Governo do Estado, estabeleceu nova política pública de caráter social relacionada à habitação para policiais militares. Trata-se de uma demanda antiga da corporação e um compromisso assumido pelo chefe do executivo estadual. O programa visa oferecer moradia digna para os servidores da instituição, principalmente os submetidos a riscos, ameaças e atentados materialmente comprovados.

Serão construídos 4 conjuntos habitacionais para policiais militares nos municípios de Marabá (sudeste paraense), Santarém (oeste do Pará) e dois em Ananindeua (região metropolitana). Ao todo, serão disponibilizadas 900 unidades habitacionais e o cadastro dos policiais militares, ativos e inativos, será realizado via internet, no site da Polícia Militar do Pará e do FASPM.

Para a major Valdene Lobão, que tem quase 25 anos de Polícia Militar, “o olhar que o governo está tendo pelo Policial Militar é único e de suma importância”. “É uma satisfação para a corporação, pois esse projeto já vinha sendo almejado por nós e graças a Deus hoje nós conseguimos alcançar esse projeto que a gente tanto sonhava. Graças a Deus vamos poder ter uma moradia com mais qualidade e segurança”.

O FASPM realizou a aquisição de 4 áreas para esse fim, há mais de 10 anos, embasado em previsão estatutária, com o propósito de implantação de projeto habitacional. Os imóveis poderão ser adquiridos por servidores da corporação vinculados ao Fundo de Assistência. A estimativa é que as habitações estejam prontas num prazo de 18 meses.

O secretário de Segurança Pública e Defesa Social, Ualame Machado, ressalta que a construção de conjuntos habitacionais é um pedido antigo de todo o efetivo da PM e das forças de segurança de modo geral. “Por mais de 10 anos haviam terrenos aptos onde poderiam ser construídos conjuntos habitacionais, mas que nunca saíram do papel. Agora, em seis meses, estamos conseguindo materializar isso e apresentar à sociedade e aos servidores do sistema de segurança todo esse projeto para que nossos policiais tenham uma residência fixa e com segurança”, detalhou.

Para o chefe do poder executivo, Helder Barbalho, o lançamento do projeto dos conjuntos habitacionais é um marco histórico para o Estado. “É fundamental que nós possamos construir uma política de valorização e de motivação para a tropa, com olhar para os nossos agentes de segurança, para os nossos policiais militares, levando em consideração uma demanda histórica para que os mesmos possam morar e deixar os seus familiares em segurança, num ambiente adequado. Além disso, que haja qualidade e políticas públicas motivacionais, desejando que nós consigamos cada vez mais avançar na oferta de segurança para a população, cumprindo as nossas missões, os nossos compromissos, é isso que a população espera do Estado”.

Cadastro de Demanda Habitacional (CDH) – Além das moradias, uma linha de crédito especial do Banpará deve ser oferecida aos militares para o financiamento dos imóveis a juros mais baixos.

O CDH é uma ferramenta online de pesquisa hospedada no site do Fundo de Assistência Social da Polícia Militar (FASPM) para diagnóstico da situação habitacional da tropa que será atendida. Será utilizada, preliminarmente, pelo Banco do Estado do Pará (Banpará), que contribuiu com a escolha dos campos de pesquisa, para a futura análise de crédito imobiliário.

O presidente do Banco do Estado do Pará (Banpará), Braselino Assunção, ressalta a importância da parceria com o banco e órgãos de segurança pública. “Hoje nasce um grande projeto e o Banpará está muito feliz de participar efetivamente dele. Seremos o agente financeiro desses conjuntos habitacionais, financiando as construtoras e depois financiando os próprios policiais militares, com juros bem vantajosos, atrativos, com tudo que o banco tem condições de fazer”.

                                            Entrega de Viaturas

Na ocasião, foram entregues 64 viaturas a PM, sendo 50 pickups e 14 Palios Weekend, 155 motocicletas, além de duas ambulâncias, uma delas equipada com Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que foram adquiridas pelo Fundo de Saúde (Funsau) da PM e doadas à corporação.

Os novos veículos serão utilizados no policiamento ostensivo e preventivo, na Região Metropolitana de Belém, em substituição a frota da Força Nacional (44 viaturas), após o término de suas atividades operacionais em Belém.

“Esses equipamentos irão aumentar a frota na região metropolitana, em especial em sete bairros do projeto Territórios de Paz. Essa frota, com certeza, ajudará a força operacional e justamente vai cobrir e aumentar ainda mais a efetividade com a saída da força nacional”, finalizou o comandante-geral da PM, coronel Dilson Júnior.

Por William Serique (GABGOV)  /  agenciapara.com.br

Deixe um comentário