Iniciou a 1ª Formação e Capacitação de Metodologia Científica para Professores

0
302

Começou, na manhã dessa segunda-feira, 19, a 1ª Formação e Capacitação de Metodologia Científica para professores das redes pública e privada do município.  Uma forma de capacitar e auxiliar os educadores a estimularem seus alunos, e contribuirem na construção de projetos de iniciação científica, além de despertar nos estudantes o talento para pesquisa em diversas áreas do conhecimento. A formação que ocorre no auditório do IFPA, em horário comercial, segue até a próxima sexta-feira, 23.

O facilitador da formação é o professor gaúcho Breno Cruz. Ele é licenciado em eletricidade e mestre em engenharia de produção, projetos de iniciação científica e robótica educacional. “O mais importante nesse momento é implementar a iniciação científica como processo de ensino e aprendizagem no cotidiano dos alunos. E é isso que estamos fazendo aqui. Repassando um pouco desse conjunto de informação na construção da grande rede da iniciação científica do Brasil”.

O gestor da Secretaria Municipal de Mineração, Energia, Ciência e Tecnologia (Semmect), Flavio Veras, falou sobre a proposta do evento. “Parauapebas ganha muito com isso. Principalmente nossos professores, que terão condições melhores para qualificar ainda mais nossos estudantes para que eles possam desenvolver projetos para representar nosso município, tanto aqui quanto fora; projetos que melhorem a vida das pessoas. É esse o objetivo”.

“Se capacitar é sempre necessário. A gente não é detentor de todo conhecimento e especificamente desse tema, que traz um conhecimento a mais para a questão de como iniciar uma pesquisa, elaborar esse conceito e incentivar o aluno à iniciação científica. Isso é muito importante. Vai contribuir muito pra gente em sala de aula”, avaliou o professor municipal de Ciências da Educação no Campo, Marcelo Ferreira.

Também participaram da abertura da 1ª Formação e Capacitação de Metodologia Científica, o gestor da Secretaria de Planejamento (Seplan), João Corrêa; o diretor da Universidade Federal da Amazônia (UFRA), Renan Sampaio; a coordenadora de extensão do IFPA, Etiane Macêdo e o coordenador da subsede do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública do Estado do Pará (Sintepp), Raimundo Moura.

Texto: Rayssa Pajeú / Fotos: Piedade Ferreira

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Deixe um comentário