Jogos Infantis das Escolas do Campo envolvem mais de 300 alunos

0
604

O evento esportivo e educacional Jogos Infantis da Educação do Campo (JIEC) já virou tradição em Parauapebas. A 3ª edição, realizada no fim de maio envolveu mais de 300 aluno, de nove escolas campesinas. Os jogos se realizaram na escola Oziel Alves, localizada na Vila Palmares II.

Estudantes do 1º ao 5º ano participaram da competição nas modalidades Futsal, Handebol, Xadrez, Dama e Atletismo. O evento, que objetiva promover a integração dos alunos com o esporte e proporcionar um hábito de vida mais saudável, trouxe como tema “O Esporte como Ferramenta no Combate a Obesidade Infantil”.

“Foi observado um aumento nos índices de obesidade nas comunidades do campo, por isso, desenvolvemos um projeto voltado para o esporte, em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde, pois acreditamos que com essa iniciativa as crianças possam se exercitar de forma prazerosa”, esclareceu o coordenador de Educação Física do Campo, Edson Farias.

Francisco Serrano, diretor da Educação do Campo, comemorou o sucesso do evento. “para nós é motivo de orgulho, contemplar a evolução dos estudantes do campo. Eles têm se esforçado e se dedicado para fazer uma boa participação. Estamos observando o resultado disso na sala de aula”.

“Esta é a segunda vez que participo do JIEC. Gosto muito de esporte e tenho treinado para melhorar cada vez mais”, confessa Miriã Kelly Brito, 11 anos, estudante do 5º ano da Escola Jorge Amado.

A professora de Educação Física da Escola Oziel Alves, Francyleia de Castro, se mostrou bastante animada com a programação. Ela conta que as crianças esperam ansiosas o início dos jogos. “Os alunos ficam mais motivados ao participarem de atividades como esta. Eles gostam das práticas esportivas. E nós ofertamos essa possibilidade para eles”.

O secretario de Educação, Luiz Vieira, elogiou a iniciativa e destacou que o esporte é uma marca do governo municipal. “Nosso prefeito valoriza muito isso e tem incentivado a prática esportiva. O JIEC é uma forma de valorizar esse público, trazendo de volta suas raízes. Através do esporte podemos melhorar nossa educação”.

Texto: Stephanie San

Fotos: José Piedade

Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Deixe um comentário