Mulher é suspeita de mandar matar vendedor de joias para não pagar dívida de 1,9 milhão

Share on facebook
Share on whatsapp

A Polícia Civil por meio da operação ‘Golden’ deflagrada nesta quinta-feira (30) de setembro, na qual apurou o crime de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver e subtração de bens, prende sete pessoas acusadas da morte do vendedor de joias Edilson Pereira de Sousa.

A operação contou com as polícias de quatro estados sendo eles Pará, Paraná, Goiás e Maranhão.

O corpo do vendedor de joias Edilson Pereira de Sousa, foi encontrado no rio Itacaiunas em (15) de abril deste ano, ele que era morador de Parauapebas e estava desaparecido desde o último dia (13).

Segundo o apurado durante a operação pela Polícia Civil, é que uma cliente da vítima estava devendo quase 2 milhões em joias para Edilson, o que teria motivado o crime, ainda segundo a polícia, teria sido roubada da vítima algumas joias totalizando aproximadamente 1 milhão.

Foto divulgação/Edilson Pereira de Sousa

 

 

 

 

VEJA ISSO TAMBÉM