Oficinas, Ação social e palestras marcaram Encontro Regional de Juventude

0
459

Com o tema: “Juventude paraense, conectada por direitos”, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Coordenadoria Municipal de Juventude (CMJ), em parceria com o Pro Paz e Secretaria de Justiça e Direitos Humanos do Governo do Estado, realizou, no último sábado, 15, no Centro Universitário de Parauapebas (CEUP), o Encontro Regional de Juventude.
De acordo com Shirlean da Costa, coordenador da CMJ, o evento foi uma oportunidade para discutir temas relevantes para a juventude de Parauapebas. “Além das palestras, na Conferência foram escolhidos 28 delegados que vão representar nosso município no encontro estadual que será realizado em Belém, no próximo mês de outubro, visando o nacional”, explica Shirlean.
Com a realização do Encontro Regional, o Governo do Estado pode dialogar com a juventude de Parauapebas e região. “Queremos ouvir suas demandas, suas angústias e a partir daí, dentro desse processo institucional, implementar um plano estadual de juventude que seja a radiografia das múltiplas juventudes em todo o nosso Estado”, disse Raimundo Rodrigues, coordenador do projeto Pro Paz Juventude da Fundação Pro Paz.
A organização do Encontro teve também o apoio do Conselho Municipal da Juventude que acredita ser um momento para palestrar sobre as ações e projetos que tem sido feitos em nível de estado e região para os jovens. “Parauapebas é referência estadual no campo da institucionalização da política pública de juventude, mas nós queremos refletir que só institucionalizar não resolve o problema. Nós buscamos, nessa Conferência, dialogar as experiências da região e tentar construir novas propostas”, ressaltou Vanessa Michele Moitinho de Sales, presidente do Conselho.
O evento contou com 250 participantes de municípios como, Palestina do Pará, Brejo Grande, São Geraldo do Araguaia, Marabá, São João do Araguaia e Parauapebas.
Como parte da programação do Encontro, foram oferecidas as oficinas de Audiovisual e Comunicação Comunitária, ministradas por integrantes do Projeto Biizu da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom). “Os professores são de excelente qualidade. Vai ser difícil eu esquecer o aprendizado; vou buscar me aperfeiçoar mais”, disse Henrique da Conceição Silva dos Santos, estudante do 3º ano do ensino médio.
Em parceria com o Serviço de Atendimento ao Cidadão (Sac) de Parauapebas e Pro Paz, a CMJ realizou também, a Ação Cidadania, na sexta-feira, 14, com a emissão de 400 Carteiras de Identidade para jovens de 15 a 29 anos. Vítor de Souza Silva, 15 anos, aprovou a iniciativa. “É uma oportunidade para quem não tem a Identidade, emitir a sua. Para mim, essa ação facilitou bastante”, disse o adolescente.

Deixe uma resposta