Polícia Legislativa da Câmara de Parauapebas recebe treinamento para uso de armas não letais

0
588

Atendendo a determinação do presidente Luiz Castilho (Pros), que vem possibilitando oportunidade para reciclagem e capacitação dos servidores públicos da Câmara Municipal de Parauapebas, a tropa da Polícia Legislativa da Câmara passou durante todo o último domingo (9) por treinamentos e exercícios para uso de armas não letais em serviço.

Ministrado pelo instrutor Arlindo Guedes Maurício Júnior, da Guarda Municipal de Belém, o Curso Operador de Dispositivo Elétrico Impactante (Spark Z 2.0) foi composto pelas disciplinas uso progressivo da força nos níveis presença física, verbalização, controle de contato e físico, táticas defensivas não letais e força letal.

Após algumas horas de aulas teóricas, os agentes da Polícia Legislativa foram submetidos a treinamentos físicos e uso de pistola Spark Z 2.0, que funciona com frequência elétrica de alta voltagem e baixíssimas amperagens e cargas de choque.

De acordo com o instrutor Arlindo Guedes Júnior, são várias as vantagens da pistola Spark Z 2.0: pode ser usada por todos os agentes da lei, independentemente de tamanho e força física; requer tempo mínimo de oito horas de treinamento; exige capacitação nas disciplinas armas e equipamentos não letais ou uso da força; integra-se facilmente com outros programas de defesa tática; pode ser usada tanto para defesa como controle; reduz as taxas de lesão de agentes da lei e criminosos, e as queixas por uso de força excessiva.

Conforme explicou o ministrante do curso, as armas e munições não letais são especialmente projetadas para o emprego primário na incapacitação temporária de pessoas, objetivando não causar fatalidades ou lesões permanentes, bem como neutralizar materiais sem provocar danos ao patrimônio e ao meio ambiente.

Com o treinamento recebido, os agentes da Polícia Legislativa, que têm como chefe do Departamento o agente de polícia Marcio Feijó Filho, acumulam mais um aprendizado em suas carreiras, tornando-se aptos para fazer uso de pistolas tipo Spark em situações de tumulto no prédio do Poder Legislativo.

Texto: Waldyr Silva / Revisão: Nayara Quintino / Fotos: Marcio Feijó

Deixe um comentário