Programa habitacional Lar da Nossa Gente avança

Com o termo assinado, a técnica de enfermagem Chirlane Oliveira aguarda a titulação do seu lote para então construir a tão sonhada casa própria, “falta pouco para a gente construir e ter o nosso sonho realizado”, comemora.

0
622

O sonho de ter uma moradia própria está bem próximo de ser realizado para centenas de famílias beneficiadas com o programa habitacional Lar da Nossa Gente. Na sexta-feira, 31, os beneficiários do programa assinaram os termos de recebimento de lote urbano não edificado.

“Estou alegre, satisfeita! Já andei muito e nunca tinha ganhado um lote aqui. Hoje, meu sonho se realizou!”, disse, emocionada, a aposentada Maria da Costa. Com o termo assinado, a técnica de enfermagem Chirlane Oliveira aguarda a titulação do seu lote para então construir a tão sonhada casa própria, “falta pouco para a gente construir e ter o nosso sonho realizado”, comemora.

O Programa Lar da Nossa Gente é executado 100% com recursos municipais e beneficiará 2 mil famílias com a entrega de lotes urbanizados, dotados de toda a infraestrutura necessária para que famílias que viviam em condições precárias possam ter mais qualidade de vida e moradia digna. “Priorizamos neste programa famílias de áreas de risco. Contemplamos bem as que residiam na área do Linhão e na localidade conhecida como Sonho do Lar”, informou o secretário da habitação, João Fontana.

Para viabilizar, legalmente, a entrega de kits de materiais de construção para ajudar os beneficiários a construir suas casas, o governo municipal enviará à Câmara de Vereadores um projeto de lei. “O Lar da Nossa Gente é mais um importante passo para reduzirmos o déficit habitacional do nosso município e garantir qualidade de vida para quem mais precisa”, acrescentou Fontana.

De acordo com os dados da Secretaria Municipal de Habitação (SEHAB), as 2 mil pessoas selecionadas para o programa passaram por todos os critérios estabelecidos em lei.

    

Texto: Karine Gomes

Fotos: Bruno Cecim

Assessoria de Comunicação – ASCOM | PMP

Deixe um comentário