Roda viva – edição 1311

0
418

Acredito que Parauapebas receberá um grande efetivo, uma vez que estamos com projeto de fazer outra Delegacia na cidade”. Essa é a expectativa do Delegado Thiago Carneiro, diretor da 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil, com relação ao concurso para a Polícia Civil do Estado do Pará *** A banca examinadora já foi escolhida e anunciada nesta segunda-feira, 28, por meio de publicação no Diário Oficial do Estado. A Fundação Carlos Augusto Bittencourt (Funcab) deverá publicar o edital tão logo seja acertado o cronograma do concurso. Também foram anunciados os valores das taxas de inscrição *** Serão oferecidas 650 vagas para todo o estado: 150 para o cargo de delegado de polícia, 300 para investigador policial, 180 para escrivão de polícia e 20 para papiloscopista *** A exigência de nível superior vale para todas as carreiras. No caso do cargo de delegado, é necessário o bacharelado em Direito *** As taxas de inscrição serão de R$110,00 para investigador, escrivão e papiloscopista e R$140,00 para delegado *** As remunerações iniciais deverão ser de: R$4.185,09 para investigador, escrivão e papiloscopista e R$10.062,50 para delegado. A jornada de trabalho para todos os cargos é de 30 horas semanais *** Atualmente, a 20ª Seccional Urbana de Polícia Civil funciona com 23 policiais civis: seis delegados, cinco escrivães e 12 investigadores *** Nas redes sociais circulam matérias falsas dando como já sancionada e publicada a reforma eleitoral. Entretanto, os partidos e os candidatos devem ter cuidado e ficar atentos aos prazos para filiação, mudanças de partido e domicílio eleitoral *** Como até o momento a presidente Dilma Rousseff não sancionou a minirreforma eleitoral, continuam valendo os prazos de um ano, antes da eleição, para filiação e domicílio eleitoral, bem como não existe, ainda, a janela de março *** Outra situação, que deve ser avaliada com cuidado pelos partidos e políticos, é quanto a possibilidade, real, da presidente vetar na minirreforma, pontos como o prazo de seis meses para filiação, bem como a janela de 30 dias *** Para os deputados mais otimistas, a minirreforma será sancionada sem maiores problemas. Já para os mais cautelosos qualquer coisa pode vir da canetada de Dilma Rousseff *** Em algumas situações, os políticos não estão pagando para ver e já trataram de dar um ‘jeitinho’ e mudar de partido *** Se a reforma não for sancionada, quem desejar disputar na eleição do próximo ano precisa estar filiado até a próxima sexta-feira (02), período que antecede, exatamente, em um ano às eleições municipais *** O diretor executivo de Finanças da Vale, Luciano Siani, afirmou que o projeto de minério de ferro S11D, em Carajás, no Pará, está à frente do cronograma, que prevê o start up em dezembro do ano que vem. O executivo concedeu entrevista nesta quarta-feira (30), durante reunião com investidores e analistas em Toronto, no Canadá *** “Vai ser a operação de minério de ferro com a maior margem do mundo”, afirmou Siani. O projeto S11D deve adicionar 90 milhões de toneladas métricas por ano à oferta global, apesar de que a Vale pretende controlar a velocidade com que o projeto vai afetar o mercado, disse o CFO da mineradora *** “Nós vamos gerenciar o ramp-up, visando preservar o prêmio para esse minério de alto teor”, afirmou Siani. A Vale e suas principais rivais australianas buscam aumentar a fatia de mercado depois de expandirem a capacidade de produção para retirar novos competidores do mercado *** A mineradora brasileira, que tem cortado custos e vendido ativos sob a liderança de Murilo Ferreira, anunciou na segunda-feira (28) um corte de 50% na proposta de pagamento da segunda parcela de dividendos aos acionistas neste ano. A previsão de US$ 1 bilhão foi cortada para US$ 500 milhões, valor que deverá ser aprovado pelo Conselho de Administração em 15 de outubro *** Os analistas dos bancos Santander e Itaú BBA apoiaram a decisão da mineradora brasileira e disseram que o corte nos dividendos aponta o comprometimento da Vale com a desalavancagem e de preservar a posição de caixa da empresa. A expectativa é que os investidores reajam positivamente *** O pagamento de US$ 1,5 bilhão em dividendos neste ano é o menor da Vale desde 2006 e se compara com um valor de US$ 4,2 bilhões pago em 2014. O pagamento da segunda parcela deste ano, de US$ 500 milhões, será feito em 30 de outubro, após a aprovação do Conselho de Administração. Os acionistas com e sem direito a voto vão receber cerca de US$ 0,10 por ação *** Neste ano, os preços do minério de ferro acumulam uma queda de 21% e rumam para o terceiro ano seguido de baixa. As informações são da Bloomberg ***

Deixe uma resposta