Roda viva – edição 1318

0
2717

O Simples Doméstico é o regime unificado de pagamento de todas as contribuições e encargos do trabalhador doméstico. O cadastramento deve ser feito pelo portal do eSocial. O prazo para cadastrar o empregador e o trabalhador doméstico admitidos até setembro deste ano no eSocial termina no próximo dia 31 de outubro *** O cadastro do empregador doméstico precisa, dentre outros documentos, das duas últimas declarações do IR. Porém, que não tiver entregado utiliza o número do título de eleitor para efetuar o procedimento, desde que este esteja informado na base CPF *** Já o cadastramento daqueles admitidos a partir de outubro deve ocorrer até um dia antes do início das atividades. Até às 17 horas de ontem, mais de 744.751 empregadores domésticos haviam feito o cadastramento no site do eSocial em todo o país, e 660.921 empregados haviam sido cadastrados *** Os empregadores devem atentar-se para evitar problemas na hora de efetivar o registro do seu trabalhador doméstico. Possíveis divergências associadas, por exemplo, ao nome, data de nascimento, Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) e o Número de Identificação Social – NIS (PIS/PASEP/NIT/SUS) de seus empregados domésticos podem ser identificadas por meio do módulo Consulta Qualificação Cadastral no portal eSocial *** Ao informar os dados citados, o sistema indicará as possíveis divergências e orientará sobre como realizar a correção. Ressalta-se que a geração do documento de arrecadação do eSocial (DAE) estará disponível após o último dia deste mês *** O Secretário Municipal de Esporte e Lazer de Parauapebas (SEMEL), Edimar Rodrigues da Silva, recebeu neste mês de outubro, o prêmio “RESPONSA” como secretário municipal que melhor cuidou do esporte. O prêmio reconhece a liderança e o zelo de servidores públicos com o cuidado com o esporte e que melhor soube utilizar os recurso públicos *** A premiação aconteceu na final dos Jogos Abertos paraense e contou com a presença do Vereador João do Feijão, o Secretário de Esporte e Lazer, Edimar Rodrigues da Silva e a equipe administrativa da SEMEL, a Secretaria de Esporte do Estado (SEL) Renilce Nicodemos e várias autoridades da região *** Durante a competição dos Jogos Abertos que aconteceu do dia 14 a 18 de outubro a equipe de futsal feminino ficou com a segunda colocação na classificação geral *** Edimar Rodrigues da Silva é natural da cidade de Tucuruí, Edimar reside há 25 anos em Parauapebas. Ele é casado e tem um filho.Com experiência na área de gestão pública, o gestor da Semel afirma que está dando continuidade às ações em desenvolvimento na Secretaria, mas que está empregando o seu perfil de dinâmica de trabalho *** ”O prêmio “RESPONSA” nos mostra que estamos no caminho certo, e para Parauapebas esta premiação é muito importante, tendo em vista que é a primeira vez que ele vem para nossa cidade, isso nos enche de orgulho, mas também de responsabilidade para que façamos um trabalho, cada vez mais, sério, integrado, e levando o esporte e o lazer para toda a sociedade”, destaca *** José Francisco, conhecido popularmente como Zequinha, assumiu nos últimos dias a diretoria operacional do SAAEP (Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Parauapebas) e já encontrou um grave problema *** Trata-se do racionamento de água no Complexo Tropical que envolve os bairros Tropical I, Tropical II, Ipiranga e arredores. O caso se deu por causa da seca da represa responsável pelo abastecimento daqueles logradouros. Porém, segundo Zequinha, a equipe de engenharia foi acionada para fazer algo emergencial e atender a população *** A medida paliativa foi a disponibilização de mais caminhões pipas para o abastecimento das caixas residenciais. “Não tem como disponibilizar quantidade suficiente de caminhões para resolver em definitivo o problema, pois trata-se de apenas 10 mil litros por caminhão”, afirma Zequinha alegando também a distância da fonte de abastecimento para os bairros *** Outros problemas existentes nesta modalidade de abastecimento é o caso de muitas pessoas não estar em casa na hora em que se disponibiliza o abastecimento além da constante tentativa de corrupção dos motoristas que cobram dos moradores para entregar água *** “Tivemos que tirar servidores de administrativo para fiscalizar os motoristas o que desfalcou o atendimento na autarquia”, reclama Zequinha, assegurando que o SAAEP está trabalhando em cima de medida emergencial *** Em detalhes ele contou que existe uma rede de 150 milímetros vinda do bairro Betânia que foi alongada por mais 1.200 metros o que permite o abastecimento de 25% da área afetada pela seca, mas o restante continua sendo atendido pelos caminhões pipas *** Outra ação que faz parte das medidas paliativas são os poços artesianos, um total de três, que tem ajudado a abastecer parte dos bairros. A maneira usada foi, segundo Zequinha, primeiro mapear os bairros Tropical, Ipiranga e Linhão depois criado planejamento para o atendimento das aproximadamente 16 mil pessoas que ali moram. Mas a conta não é tão simples quando se multiplica 150 litros diários por pessoa o que significa 2,4 milhões de litros de água por dia ***

Deixe uma resposta