SEMMA não dá trégua e combate a poluição sonora

0
3200

Continuam em plena atividade neste mês de março as ações realizadas pelos técnicos do Departamento de Fiscalização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente-Semma. Desta feita, para combater a poluição sonora com os maiores índices de denúncia, o trabalho de fiscalização se voltou para os bairros Beira Rio, Novo Horizonte, Bethânia, Altamira, Minérios, Cidade Jardim, Novo Brasil, Cedere I e Guanabara. Apoiados pela Polícia Militar, fiscais da Secretaria Municipal de Urbanismo-Semurb e da Semma, foram a campo para constatar e punir os infratores que insistem em perturbar o sossego público.


Para Dagma Trevisan, coordenadora de Fiscalização da Semma, há que se respeitar o que determina a Lei 4.383/04 que dentre outras capitulações, determina que é proibido perturbar o sossego público com ruídos e sons excessivos que, independente do ruído de fundo, atinjam, no ambiente exterior do recinto em que tem origem, nível sonoro superior a 60 decibéis, durante o dia, e 45 durante a noite.
Os fiscais estiveram no chamado Bueiro Drinks e bares da Rua Grécia, Novo Horizonte, onde o volume sonoro estourava a casa dos 73,3 decibéis. Foram lavrados autos de infração pois aqueles estabelecimentos foram alvos de denúncias encaminhadas para a Semma e prontamente atendidas pelos fiscais. No bar de Valdirene Moreira, na rua Bom Jesus do Bethania, a poluição sonora foi constatada, deu 76,0 decibéis, e a proprietária foi autuada em flagrante.
Na casa de show Muvuca, de Wellington Rodrigues, a vizinhança da rua Yaundê , bairro predominantemente residencial, não aguenta mais tanto barulho e o desassossego. Os fiscais estiveram lá e constataram a barulheira e Rodrigues foi autuado. O caso está sob análise e bar o Muvuca pode ser interditado pois não dá sinal de que vai iniciar suas obras para adequação acústica. Para Dagma Trevisan, coordenadora do departamento de fiscalização, “as denúncias são apuradas, os infratores autuados e também estamos realizando educação ambiental para evitarmos os abusos. A população agradece a Semma, pois se sente prestigiada com a ação dos fiscais. Vamos continuar o trabalho, pois a poluição sonora é proibida por lei”, declarou.

Operação “Regularizando o Trânsito de Parauapebas”

IMG-20150308-WA0058

Policia Civil, Policia Militar, Detran e DMTT realizaram a operação Regularizando o Transito de Parauapebas. Foram duas noites de blitz o primeiro dia (sexta-feira) teve como resultado 13 pessoas presas por alcoolemia, 18 motos e 10 carros apreendidos.
No segundo dia (sábado) a operação teve como resultado 08 pessoas presas por alcoolemia e 24 veículos apreendidos. Durante os dois dias nenhuma morte foi registrada.
Stephanny Sousa com informações de Edvan Mutombo

Deixe uma resposta