Servidores da Semel participam de palestra sobre práticas de primeiros socorros

Situações inesperadas ocorrem a todo instante, inclusive durante uma atividade física. E nem precisa ter presenciado um acidente para saber que as técnicas de primeiros socorros, quando aplicadas corretamente, são essenciais para salvar vidas.Com o objetivo de preparar os instrutores esportivos para o socorro na hora da emergência, a Prefeitura de Parauapebas, por meio da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer (Semel), realizou esta semana palestra sobre primeiros socorros.

Os participantes puderam conhecer um pouco sobre as linguagens de SOS, manobras de resgate, a importância da anamnese, sinalização e medidas de segurança, conceitos sobre a ressuscitação cardiopulmonar – RCP em adultos e crianças, fraturas e hemorragias, queimaduras, técnicas de salvamento contra engasgo e envenenamento por animais peçonhentos.

A palestra foi ministrada pelo bombeiro civil, Anderson Veloso, que reforçou técnicas primordiais de atendimento.“Antes de qualquer procedimento acionem os telefones disponíveis em caso de emergência.  Observe a área, tenha cuidado com a segurança de cada um e sinalize o local.  Se posicione ao lado da vítima e procure saber se ela está consciente, libere as vias aéreas (boca e nariz), reclinando a cabeça para que ela possa respirar”,  explica Anderson.

A preocupação da Semel é que todos saibam como agir caso aconteça algo fora da rotina. Dinho Marcos, coordenador geral de esporte da Semel fala da importância do treinamento. “Nossa intenção é ajudar os professores no conhecimento de como agir em situações inesperadas, principalmente por que a grande maioria do público atendido são crianças e adolescentes e temos que garantir a segurança deles.

Essas orientações vai nos ajudar na hora de buscar socorro”, declarou. Para os participantes foi um dia de muito aprendizado, puderam entender melhor as orientações repassadas treinando as técnicas na prática. “Hoje aprendi a identificar os sinais vitais, além de ajudar as vítimas com ferimentos, isso é bom até pra gente no dia a dia e no trabalho, saber que só de pegar o telefone e ligar para a defesa civil, ou Samu já é um atitude que salva, queremos nossas crianças bem amparadas”, comentou Márcia Chabab coordenadora do complexo do bairro Rio Verde.Amanda Vasconcelos coordenadora do polo VS10 participou da prática e contou como foi viver essa experiência.

“Agente que trabalha com esporte, é sempre importante ter todo o cuidado seja na quadra ou no campo, hoje senti na pele o que é viver a tensão de um salvamento, foi uma palestras para abrir uma janela imensa, parabéns a prefeitura, o secretário e os coordenadores pela iniciativa”, ressaltou.A Semed tem buscado a capacitação e aprimoramento de técnicas para todos os instrutores esportivos aproveitando esse momento de restrições devido a Covid-19, no qual apenas atividades internas estão em funcionamento, tudo é necessário para a execução de um trabalho com excelência.

Em caso de emergência, ligue para o Corpo de Bombeiros no telefone 3356 – 4010 / 193 ou Samu 192.

Deixe um comentário