“Temos a chance de tornar Canaã a melhor cidade do país”, diz secretário, em audiência do PPA

Share on facebook
Share on whatsapp

secretário de Planejamento de Canaã do Carajás, Geam Meirey, destacou que o município vive um momento crucial, e que a organização é ponto fundamental para canaã se tornar referência no país, ao participar da audiência pública sobre o Plano Plurianual para os próximos quatro anos. A audiência foi realizada pela Câmara Municipal, a quem cabe aprovar o documento.

“Temos em mãos a oportunidade e os recursos necessários para tornar essa cidade a melhor cidade para se viver no país até 2035”, destacou. Ele lembrou que a elaboração do PPA também leva em conta o Planejamento Canaã 2035, que traçou metas e ações com o objetivo de tornar o município referência nacional até esse ano.

Entre as ações apresentadas no PPA estão previstas grandes obras, como a construção de 50 km de ciclovias e ciclo-faixas, construção de dois lagos recreativos, construção do aeroporto de Canaã, ampliação da Transcarajás, construção do Hospital Universitário e de uma usina de energia solar.

O PPA prevê ainda, para os próximos quatro anos, a implantação do transporte coletivo no município, ampliação da cobertura de água tratada para 100%, quitação de moradias dos beneficiados no Minha Casa, Minha Vida em vulnerabilidade, além da construção do Centro de Referência da Saúde do Servidor, Centro de Saúde da Mulher e novas Unidades de Saúde.

O documento ainda prevê a criação do polo de micro e pequenas empresas e a criação da rota turística de Canaã. “Essa peça é fundamental para um planejamento organizado e com o rumo correto para Canaã. É a hora que estamos dando nome aos bois e colocando recurso para cada projeto e ação que pretendemos fazer”, completou o secretário.

Sobre o PPA

O Plano Plurianual (PPA) está previsto na Constituição Federal de 1988, e deve ser feito a cada quatro anos por todas as entidades da federação, Governo Federal, Estados e Municípios, para estabelecer diretrizes, metas e objetivos.

O PPA é aprovado pelo legislativo por uma lei quadrienal. Assim, todos os governos, inclusive os municipais, ficam obrigados a fazer um planejamento estratégico e seguir as diretrizes e metas estabelecidas no PPA. Dessa forma impede-se a descontinuidade de políticas e obras públicas de importância estratégica para a cidade, estado ou país.

ASCOM/PMCC
VEJA ISSO TAMBÉM