Trabalhadores do Alto Bonito vão ás ruas novamente por Falta de pagamento

Cerca de 300 trabalhadores de empresas terceirizadas que atuam no canteiro de obras do Residencial Alto Bonito (antigo Morro do Chapéu), fecharam a PA 160 em protesto ao atraso de salários. Conforme os manifestantes, os pagamentos têm atrasado frequentemente.
A obra do residencial faz parte do Programa Minha Casa Minha Vida, custeados com recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), do Governo Federal, e conta com a parceria da Prefeitura de Parauapebas. Há cerca de três meses, o Governo Federal não repassa os recursos para a empresa QualyFast, construtora responsável pela obra, situação que acarretou o atraso no pagamento dos salários.
O representante da QualyFast, Roberto Mani, esteve no local e explicou aos manifestantes sobre o impasse provocado pela falta de repasse do recurso financeiro pelo Governo Federal. “Estamos com esse problema de atraso no repasse desde outubro do ano passado. A construtora vem bancando a obra nesse período, mas chegou num ponto que a empresa se apertou. O repasse do Governo Municipal, que tem participação no projeto, está normal e é com isso que conseguimos tocar a obra, no ritmo que estamos hoje, mas o montante maior, que é do Governo Federal, está totalmente atrasado”, esclareceu Roberto.
O representante da construtora confirmou que a empresa não conseguiu cumprir a folha de pagamento deste mês e os salários estão atrasados, mas prometeu que ainda hoje será liberado uma parte dos valores. “Com esse atraso no repasse por parte do Governo Federal o ritmo da obra é prejudicado. Vamos tentar normalizar, mas até agora não temos nenhum posicionamento oficial”, declarou o porta-voz da QualyFast.
Funcionário da empresa Eletromec, Valto Frota, conta que todos os trabalhadores sabem que o recurso não foi repassado para a empresa. “Não podemos ficar de braços cruzados, pois temos famílias para sustentar. Estamos torcendo para que essa situação seja regularizada, porque dessa forma não temos como continuar trabalhando”, disse o encarregado de elétrica da empresa prestadora de serviço.
Residencial Alto Bonito – É um projeto de urbanização de assentamento precário do Governo Federal, executado em parceria com a Prefeitura de Parauapebas. É considerado um dos mais completos projetos habitacionais do estado do Pará, que prevê a construção de 2.400 unidades habitacionais em duas fases. A previsão de entrega da primeira fase, com 1.008 apartamentos, é para o primeiro semestre de 2016. (www.conectacarajas.com.br / Foto: Irisvelton Silva)

Deixe um comentário