Vereador Braz sugere nome de Evaldo Benevides ao Hospital Regional

0
367

O Hospital Regional de Parauapebas está prestes a ser inaugurado, mas ainda não existe denominação determinada para o local. Na sessão ordinária desta terça-feira, 1º de agosto, o vereador Ivanaldo Braz sugeriu que o hospital seja denominado como Manoel Evaldo Benevides Alves, popularmente conhecido como Evaldo da Opção. O parlamentar propôs ao Poder Executivo (Indicação n° 74/2015) que encaminhe projeto de lei que conste o nome de Evaldo Benevides, falecido este ano vítima de acidente de trânsito, no prédio público.
Para o vereador, esta é uma maneira de homenagear um dos pioneiros do município. “Temos que valorizar quem ajudou a construir Parauapebas. Essas pessoas lutaram pela cidade e merecem nosso reconhecimento. Como secretario de Saúde, Evaldo realizou um bom trabalho, por isso é pertinente lembrá-lo neste momento”, explicou Ivanaldo Braz.
O parlamento acatou a sugestão e aprovou a proposição, que segue para análise de implementação pela administração municipal.
Um pouco da história de Evaldo
Manoel Evaldo Benevides Alves, filho de Ezequiel Alves Neto e Francisca Edenilta Benevides Alves, nascido em 24 de julho de 1962 em Mombaça (CE), era casado e pai de quatro filhos.
Chegou a Parauapebas em 1984 junto com o irmão Edivaldo Benevides, acreditando na então pequena vila que era Parauapebas. Sentindo que poderia contribuir muito como o crescimento local, Evaldo se uniu a outros moradores para lutar pela emancipação da cidade, que pertencia ao município de Marabá. Trabalhou na criação da Associação Comercial, fortalecendo o comércio local. Foi vice-presidente da Associação Comercial na ápoca da fundação, com a presidência de Odilon Sanção, entre os anos de 1988 e 1990. Em seguida, foi presidente por dois anos, de 1990 a 1992. Trabalhou pela construção das igrejas católicas nos bairros Cidade Nova e Rio Verde.
Evaldo participou ativamente do processo político de Parauapebas, tendo sido candidato a vice-prefeito ao lado de Odilio Rosa, no ano de 1992, e, também, vice de Cláudio Almeida, logo depois, suplente de vereador pelo partido PDT, nos anos de 1997 a 2000. Candidato a deputado federal no ano de 2002, tendo sido o mais bem votado com quase seis mil votos. Foi presidente do Partido Democrata Trabalhista por diversas vezes.
Evaldo Benevides foi secretário de Saúde no período de 2005 até março de 2011, no governo do então prefeito Darci Lermen, sendo reconhecido como o secretário comprometido.

(Josiane Quintino / Ascom CMP)

Deixe uma resposta