Greve dos caminhoneiros: Alimentos ainda mais caros

Share on facebook
Share on whatsapp

Com a paralisação dos caminhoneiros apoiadores do Presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), agora a preocupação é com o abastecimento de produtos nas prateleiras dos supermercados, já passamos de 24h, com uma grande parte das estradas e rodovias federais bloqueadas por caminhoneiros.

Com todo esse tempo parado cargas com produtos perecíveis podem ter sua integridade prejudicada, a escasseeis de alimentos em todo o país faz com que o valor seja elevado e produtos com baixa qualidade.

Liderança de caminhoneiros nega envolvimento

O presidente da Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores, Wallace Landim, voltou a negar participação.

“Essa paralisação não é da categoria dos caminhoneiros, é da direita. Além deles, há o pessoal do agronegócio com a pauta intervencionista, fechando rodovias e usando nome da categoria”, explicou o líder da ABRAVA.

Com informações/ br.financas
VEJA ISSO TAMBÉM