Médico é agredido por falar sobre importância de medidas restritivas contra Covid-19

As agressões ocorreram após o governador Ratinho Júnior anunciar medidas mais duras de combate ao coronavírus

Omédico infectologista José Eduardo Mainart Panini, de Toledo, no oeste do Paraná, foi agredido na última sexta-feira (26), pelo simples fato de alertar alguns conhecidos sobre a importância das medidas restritivas que tinham sido anunciadas pelo governo estadual naquele dia. Indignado, o médico postou no Instagram, na segunda-feira (01) uma foto de seu rosto bastante machucado.

As agressões ocorreram após o governador Ratinho Júnior anunciar medidas mais duras de combate ao coronavírus em todo o Paraná. Depois disto, conta o médico, na postagem do Instagram, ele diz que teve uma longa reunião de trabalho, para se discutir que tipo de atividades deveriam ou não ser fechadas na região de Toledo.]

Depois da reunião, ele alertava pessoas conhecidas sobre o risco da situação, quando foi agredido por estas pessoas. José Eduardo levou socos e chutes, que deixaram seu rosto cheio de ferimentos e hematomas. Enquanto uma das pessoas segurava o médico, a outra o agredia. “Pessoas assim que ajudaram a situação chegar onde está”, lamentou o médico.

Em sua postagem ele ainda alerta que, conforme os números da COVID (casos confirmados, óbitos e lotação de UTIs), não há mais nada a fazer (se não as medidas mais restritivas impostas pelo governador na sexta). Caso contrário, as coisas só vão piorar. Ainda assim, o médico termina seu post de forma otimista, ressaltando que muita coisa boa está por vir, como o progresso das vacinas e tudo o que vai fazer a população sair desta pandemia.

www.diarioonline.com.br

Deixe um comentário