Até esta semana, Prefeitura de Parauapebas terá distribuído 25 mil máscaras à população

Programa gera renda para costureiras e auxilia no controle da pandemia do coronavírus.

O programa Máscaras pela Vida criado pela Prefeitura de Parauapebas deu início a uma nova rodada de distribuição do equipamento de proteção para a população. Os primeiros pontos de entregas foram as agências da Caixa Econômica e postinhos de saúde, onde é grande a circulação de pessoas.

Nesta quarta, 03, foi a vez das famílias atendidas pelos centros de Referência de Assistência Social (Cras) e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) do município receberem a máscara e, o que é melhor, em casa. Até este final de semana a previsão é de atingir 25 mil máscaras distribuídas à população.

“Algumas pessoas às vezes não conseguem comprar nem um pão para comer, imagine pagar R$ 5 por uma máscara? Se todos fizessem do jeito que a prefeitura está fazendo, Parauapebas não tinha mais esse vírus. Vocês estão ajudando todos nós”, agradeceu dona Suely Maria Brito, moradora do bairro dos Minérios.

O Máscaras pela Vida surgiu da necessidade de gerar renda para costureiras do município e disponibilizar máscaras de proteção à população. A primeira fase foi o cadastramento das profissionais que trabalham como autônomas e, até o momento, 140 costureiras já foram beneficiadas.

Depois, paralelamente à confecção dos acessórios, as secretarias municipais de Desenvolvimento (Seden) e de Assistência Social (Semas) planejaram a entrega do material em pontos de maior circulação de pessoas e nas casas dos usuários da Assistência Social.

A máscara é o principal Equipamento de Proteção Individual (EPI) contra a disseminação da pandemia, é uma barreira física que impede a proliferação do vírus. Vânia Monteiro, diretora técnica da Semas, avisa que “a distribuição das máscaras vai continuar nas próximas semanas”.

Texto: Andréa Reis / Fotos: Irisvelton Silva

Deixe um comentário