Cerca de 1.500 produtores rurais recebem apoio da prefeitura para a produção de frutas

Por meio do projeto Fruticultura, os produtores recebem assistência técnica continuada, mecanização, insumos e mudas.

Cultivar frutas pode gerar muita rentabilidade, por isso a Prefeitura de Parauapebas fomenta a produção com apoio aos produtores rurais por meio do programa Fruticultura, que atende cerca de 1.500 propriedades em todas as regiões da zona rural do município, com a entrega de insumos e a assistência técnica continuada.

Além disso, o programa já beneficiou 140 produtores com a instalação de projetos completos para produção de frutas, dando suporte desde o planejamento até o processo de colheita e escoamento. Esses produtores receberam: mecanização (preparo da terra); adubação (a prefeitura disponibilizou o insumo e o produtor se responsabilizou pela aplicação); kits de irrigação, já instalados; entrega de mudas; assistência técnica continuada.    

“Todo esse incentivo ao produtor rural, com o programa Fruticultura, tem como objetivo ampliar a produtividade e contribuir para o desenvolvimento da economia local”, destacou Diorcélio Ribeiro, engenheiro agrônomo, integrante da equipe do programa.

Serão abertas novas vagas para esse tipo de atendimento ofertado no programa Fruticultura no próximo semestre. Os produtores interessados podem entrar em contato com a equipe do programa pelo número de WhasApp 99140-0834 ou comparecer à sede da Secretaria Municipal de Produção Rural (Sempror) e solicitar mais informações ou até mesmo uma visita técnica.

Produção de mudas

Por meio do programa, a Sempror também disponibiliza mudas frutíferas aos produtores, priorizando aquelas que têm melhor adaptação ao solo e clima local, e que têm boa saída no mercado. Só de Açaí, neste primeiro semestre, foram doadas 15 mil mudas, todas produzidas no Centro Tecnológico da Agricultura Familiar (Cetaf).

Outra cultura que está em fase de implantação é a do Cacau, o objetivo da Sempror é transformar Parauapebas em polo de referência na produção da fruta e aproveitar ao máximo a sua cadeia de produção.

O Cetaf deve entrar em reforma a partir do próximo semestre, a meta da Sempror é ampliar a produção anual de mudas no local e chegar ao teto de um milhão por ano.

Escoamento da produção

Boa parte dos produtores atendidos com os projetos do programa Fruticultura vende para mercados locais e para uma cooperativa de polpa de frutas de Parauapebas.

    Ascom/Pmp

 

Deixe um comentário