‘É possível perceber a existência de negociação entre a Seap e as facções’, diz OAB-PA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

De acordo com o documento, assinado pela presidente em exercício da OAB-PA, Cristina Lourenço, as gravações sugerem a existência de negociação entre a SEAP e as facções, com objetivo de fazer cessar torturas dentro das casas penais, e que seriam essas as causas dos ataques a servidores do sistema prisional.

A nota reafirma ainda, que nos áudio um dos representantes da SEAP informa a lideranças locais das facções que advogadas estariam mentindo para eles, colocando em dúvida o trabalho desenvolvido pelas profissionais e, no mais grave, em risco à vida das mesmas, interferindo diretamente na relação advogado-cliente.

“Mais uma tentativa de responsabilizar e criminalizar a advocacia, o que jamais será tolerado pela OAB, casa da cidadania e do respeito aos direitos humanos e ao direito de defesa”, diz a nota.

Leia a nota na íntegra aqui

www.romanews.com.br 

VEJA ISSO TAMBÉM