Polícia prende mulher suspeita de ser a maior estelionatária do estado do Pará

Share on facebook
Share on whatsapp

A mulher é suspeita de desviar mais de 10 milhões  em golpes no Pará

Uma operação da Polícia Civil do Pará prendeu uma mulher apontada como uma das maiores estelionatárias do estado na manhã desta quarta-feira (28). Segundo a polícia, a mulher, que não teve a identidade revelada, foi capturada em Brasília, no Distrito Federal. Ela é investigada pelo desvio de mais de R$ 10 milhões de clientes de Belém, Altamira, Porto de Moz e de cidades de outros dois estados do Brasil.

De acordo com a Polícia Civil, a prisão fez parte da Operação “Litania”, que cumpriu mandados de prisão e de busca e apreensão. A operação ocorreu de forma simultânea nas cidades de Belém, Benevides, Altamira e Porto de Moz, no Pará; e Brasília, no Distrito Federal.

Nas buscas foram apreendidos aparelhos celulares, documentos e dispositivos de armazenamento. Todo o material será periciado e passa a compor o inquérito policial instaurado pela Polícia Civil.

Durante as buscas, a polícia constatou que todo o valor movimentado no esquema fraudulento foi destinado às contas da estelionatária por meio de falsos credores. As apurações também apontaram que o crime foi baseado na promessa de uma herança bilionária, em que a suspeita afirmava ter ganhado uma indenização no valor de R$ 42 bilhões, sem revelar o número do processo, alegando que tramitava em segredo na Justiça Federal, e assim aplicava o golpe.

VEJA ISSO TAMBÉM