Polícia prende quatro pessoas por alcoolemia e uma por tráfico de entorpecentes

Com a suspeita por tráfico, os policiais encontraram diversos comprimidos da substância metilenodioximetanfetamina, conhecida como "Ecstasy"

A suspeita por tráfico informou que vendia o entorpecente em festas realizadas na praia (Ascom Polícia Civil)

Quatro condutores de veículos foram presos, nesta sexta-feira (24), no município de Salinópolis, nordeste do Pará, pelo crime de alcoolemia. As prisões foram durante a operação ‘Lei Seca’, que faz parte da Operação Verão Seguro, da Polícia Civil, nos balneários mais procurados neste mês de julho.

Também em Salinópolis, a Divisão Estadual de Narcóticos (DENARC) prendeu, em flagrante, na praia do Atalaia, uma mulher por tráfico ilícito de entorpecentes. A prisão foi feita após uma denúncia.

Com a mulher, os policiais encontraram diversos comprimidos da substância metilenodioximetanfetamina, conhecida como “Ecstasy”, além de certa quantia em dinheiro. A suspeita informou que vendia o entorpecente em festas realizadas na praia. Ela foi autuada e enviada ao Sistema Penal.

“Os policiais souberam que uma traficante comercializava drogas sintéticas no município de Salinópolis, aproveitando-se do grande fluxo de pessoas nesta época do ano. Os policiais fizeram diligências nos locais frequentados pela suspeita e, nesta sexta, por volta das 20h, ela foi localizada em uma barraca na Praia do Atalaia. As diligências terão prosseguimento com o objetivo de identificar outros envolvidos.”, informou o delegado-geral, Alberto Teixeira.

FISCALIZAÇÕES

Em Salinas e Mosqueiro, equipes da Divisão de Polícia Administrativa (DPA) fiscalizaram 70 estabelecimentos, onze dos quais foram fechados, nove deles em Salinas. Policiais da Divisão Especializada em Meio Ambiente e Proteção Animal (DEMAPA) fiscalizaram 10 estabelecimentos e 22 veículos para combater a poluição sonora.

Houve 17 prisões em todo o Estado e uma medida de proteção foi requerida pelos policiais da Diretoria de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAV).

Fonte: www.oliberal.com

Deixe um comentário