PREFEITURA DE CURIONÓPOLIS INICIA OBRAS DE PONTES DE CONCRETO NA ZONA RURAL DO MUNICÍPIO

0

Uma ótima notícia para os moradores das comunidades rurais do município de Curionópolis. A prefeitura por meio da Secretaria de Infraestrutura (Infra) está substituindo as pontes de madeira por pontes de concreto. O projeto era um sonho antigo dos mais de 500 produtores que residem na localidade, que agora veem o anseio da comunidade se tornando realidade.

“Há anos aguardávamos pelo progresso e investimento na zona rural e agora o sonho se realizou”, frisou o produtor rural José Oliveira que reside na localidade a mais de 22 anos.

“As pontes da zona rural representavam perigo e era impossível trafegar pelo local. Agora com a construção das pontes de concreto, temos mais segurança para escoar a produção”, reforçou o produtor Augusto César Ferreira.

Os serviços iniciaram pela ponte do Atilhim, na estrada do Sereno sob o Rio Grotão e estão a todo o vapor. O trecho liga as comunidades, Vila Rica, PA Moça Bonita, Sereno entre outras.

“Serão 13 pontes a ser construída na zona rural, cinco delas, serão entregues no prazo de 90 dias. É importante frisar que no período da execução das obras o trafego pelo local irá fluir normalmente através de desvios que serão construídos ao longo dos trechos”, destacou o Luís Gustavo Mota, engenheiro responsável pelas obras.

Em breve, a nova ponte vai facilitar a escoação da produção rural, os serviços executados no local visam evitar transtornos a população, principalmente neste período de chuvas. A ponte de concreto irá garantir a trafegabilidade nas estradas com segurança, além de proporcionar mais mobilidade para as comunidades.

Morador da localidade a mais de 30 anos o produtor rural do ramo de laticínios Cleinilson Pires, ver no investimento a possibilidade de expandir sua produção de queijo. “Quero agradecer ao prefeito Adonei Aguiar pelo apoio dado aos produtores da região pelo investimento na zona rural. A construção das pontes irá garantir o escoamento da produção e facilitar a vida dos moradores da localidade”, destacou.

 

Texto: Hilda Barros

Deixe um comentário