Prefeitura vai impulsionar produção de gemas e joias de Parauapebas

Centro tecnológico e museu estão previstos em plano de investimentos do governo municipal, enquanto Seden traça estratégias para a instalação definitiva da cadeia produtiva no município.  

O setor de gemas e joias de Parauapebas deverá dar um grande salto na região a partir deste ano, com o impulso a ser dado pela prefeitura não apenas com a realização de cursos para formação de lapidadores, mas com a construção de um grande centro tecnológico e do Museu de Gemas e Joias do município, que prometem atrair consumidores e investidores.

E tudo vem sendo preparado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento (Seden), para que a cadeia produtiva de gemas e joias seja definitivamente instalada em Parauapebas. E a passos largos.

O novo secretário de Desenvolvimento, Edmar Milhomen, não quer perder tempo e diz que vai acelerar o Projeto de Gemas e Joias. Ao lado de uma equipe técnica, o titular da Seden esteve em Belém para se reunir com representantes do Governo do Estado a fim de apresentar um plano de trabalho, com estratégias e ações da secretaria para este ano.

Além disso, ressalta Milhomen, parcerias importantes “já estão sendo tratadas em reuniões constantes” com representantes do Senai, Sebrae, Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo do Pará (Sescoop) e Secretaria de Estado de Turismo (Setur), “para possibilitar que o projeto siga firma nessa caminhada para geração de emprego e renda para o município, trazendo assim mais desenvolvimento de uma forma sustentável e compromissada com a melhoria de vida da nossa população”.

Em Belém, uma segunda reunião deixou o titular da Seden ainda mais animado. “Um empresário do setor joalheiro mostrou interesse em instalar uma indústria de joias no município, o que é muito positivo para nosso município porque vai criar centenas de empregos diretos, além de integrar a produção de lapidação, gerando mais renda aos pequenos produtores”, aponta Edmar Milhomen.

Metas para 2021

Reativado em 2019, o Projeto de Gemas e Joias de Parauapebas desenvolveu, de lá pra cá, atividades como mapeamento da cadeia produtiva, participação em feiras agropecuárias, realização de curso básico para lapidação, acordo de cooperação com o Governo do Estado, seminários com ourives e lapidários, visita a projetos similares em outros Estados e definiu a área para a construção do centro tecnológico e do Museu de Gemas e Joias de Parauapebas, ambos previstos no Plano Municipal de Investimentos (PMI) da prefeitura.

No centro tecnológico, com área construída de 6,3 mil metros quadrados, serão desenvolvidos cursos de capacitação em lapidação e produção de joias. Mas antes disso, neste ano, a Seden irá realizar duas edições de curso de lapidação, feiras para apresentação das joias e artesanato mineral e workshops voltados para a área joalheira.

Texto: Dário Tortola – Comunicação Seden / Fotos: Seden
Assessoria de Comunicação – Ascom/PMP

Deixe um comentário