Primeiros pacientes recuperados da Covid-19 recebem alta no Hospital de Campanha de Parauapebas

rmando Alves de Sousa, 50 anos, e Erasmo Carlos Pereira, 50 anos, receberam assistência no Hospital de Campanha após serem regulados da Unidade de Pronto Atendimento

O Hospital de Campanha (HC) de Parauapebas registra, nesta quinta-feira (21/05), os primeiros pacientes recuperados da Covid-19. Armando Alves de Sousa, 50 anos, e Erasmo Carlos Pereira, 50 anos, receberam alta médica após serem regulados da Unidade de Pronto Atendimento e concluírem internação no HC.

Emocionados, ambos deixaram a unidade no início da tarde de hoje sob aplausos da equipe multiprofissional do HC. “É muito gratificante. Primeiro quero agradecer a Deus e a vocês por estar aqui. Estar vivo. Todos nós vencemos e vamos vencer mais ainda”, comemorou Erasmo Pereira.

Coordenador médico do HC, Rodrigo Bonato Piauhi celebrou a recuperação dos pacientes em reconhecimento ao trabalho de toda equipe. “Nosso trabalho vai além do conhecimento, precisão e empenho, passa também por acreditar na recuperação de cada paciente. Por isso, cada alta é uma vitória na luta contra o novo coronavírus. É a certeza de que uma vida foi salva. Temos essa missão”, pontuou.

O hospital, que teve aporte da Vale, é gerenciado pelo Instituto Acqua em parceria com a Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa). A iniciativa inicia com 27 leitos de enfermaria e cinco leitos de estabilização, para onde são levados os casos que se agravam, mas não precisam de UTI. Nos próximos dias, conforme a necessidade de internação, o número de leitos expande até completar 100 vagas.

Com a alta dos dois pacientes, o Hospital de Campanha mantém internados outros 25 diagnosticados com o novo Coronavírus – número atualizado até o início desta tarde. A assistência médica na unidade de saúde acompanha as orientações dos protocolos do Ministério da Saúde e da Organização Mundial da Saúde.

Os pacientes recuperados não transmitem o vírus, mas são orientados a dar seguimento a consultas e acompanhamento do quadro clínico nas Unidades Básicas de Saúde, além do uso das máscaras.

Texto/Fotos: Instituto Acqua / Assessoria de Comunicação/PMP

Deixe um comentário