Prosap: técnicos sociais orientam moradores dos bairros onde passam as obras

Cartilhas ilustrativas são entregues para que comunidades compreendam a importância do projeto e saibam como proceder durante sua execução.

Os moradores dos bairros Rio Verde e Liberdade I receberam cartilhas ilustrativas do Programa de Saneamento Ambiental, Macrodrenagem e Recuperação de Igarapés e Margens do Rio Parauapebas (Prosap), para compreender o projeto e a importância da obra para a melhoria da qualidade de vida no município.

A cartilha foi entregue durante a visita que técnicos sociais da prefeitura realizaram na manhã da última sexta-feira, 3, aos moradores das ruas 15 de Novembro, Dom Pedro I, Guanabara e Sol Poente, no bairro Rio Verde, e das avenida Perimetral Norte e rua Santa Catarina, no bairro Liberdade I.

Devidamente identificados com camisetas do programa e usando equipamentos de proteção individual, os técnicos sociais distribuíram a cartilha, que tem linguagem acessível: as informações são apresentadas por personagens que estabelecem um diálogo sobre o Prosap, citando as obras que serão executadas no período de seis anos.

O material também esclarece sobre os cuidados adotados pela prefeitura para a execução da supressão vegetal, que implica em retirada de árvores, e sobre a fuga e o resgate de animais. Fica o alerta para os moradores sobre os bichos que podem invadir os quintais das residências e como se deve proceder nessa situação.

Morador da rua 15 de Novembro, o vigia Jô Nunes Pereira, de 55 anos, avalia como “bem-vinda” a atividade. “Eu trabalho à noite e descanso durante o dia. A obra fica aqui perto de casa. Acredito muito no benefício que isso trará para nós. Vou ler esse material. Essas informações que são repassadas são bem importantes”, considera ele.

Além da cartilha, as famílias receberam um folder sobre os cuidados que devem ser mantidos durante a execução do Prosap, como não permitir que crianças brinquem nos locais com obras e dar atenção à sinalização. O telefone e o e-mail do programa são informados para casos de dúvidas e informações.

Diálogo transparente

A cada nova interdição de vias para os serviços de microdrenagem do Prosap ou necessidades apresentadas para o desenvolvimento do cronograma de obras, a equipe da área social realiza contato prévio com as famílias, além de estabelecer relação com órgãos municipais para ações intersetoriais, a exemplo de recente situação ocorrida no Liberdade I.

Lá, para a retirada de quatro árvores na Perimetral Norte que poderiam comprometer o telhado de um condomínio, o Prosap contou com o importante apoio do coordenador do setor de Áreas Verdes da Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), Diego de Araújo Almeida, e também do servidor Welington dos Santos Cardoso.

A retirada das árvores ocorreu de forma tranquila. Enquanto isso, os moradores que residem no imóvel aguardavam o fim da ação em um local distante e seguro. “A retirada das árvores poderia representar risco às pessoas que residem ali, tendo em vista que alguns galhos estavam sobre o condomínio. Conversamos com os moradores sobre a retirada e como ela se daria, de modo que tudo ocorreu bem e sem riscos”, garante a subcoordenadora de Ações Sociais do Prosap, Eulália Almeida, acrescentando que o diálogo permanente é um compromisso do programa com a comunidade.

Educação ambiental

De acordo com a subcoordenadora de Ações Ambientais do Prosap, Alessandra Rosa, um conjunto integrado de ações e procedimentos para educação ambiental local será implementado com o Programa de Educação Ambiental e Sanitária (Peas). “O público a ser contemplado pelo Peas envolve a população diretamente afetada pelo programa, além das comunidades beneficiadas pelo projeto, reunindo os trabalhadores das obras e os servidores públicos diretamente envolvidos com a comunidade”, explica a analista ambiental.

Texto: Jéssica Borges
Fotos: Jéssica Borges e Hemerson Nascimento

Deixe um comentário