Polícia Civil prende investigado por crimes praticados contra mulheres, com uso da web

A Polícia Civil do Pará, por meio da Divisão de Combate a Crimes contra Grupos Vulneráveis Praticados Por Meios Cibernéticos (DCCV), cumpriu mandado de prisão preventiva, busca e apreensão e quebra de sigilo telemático, contra um homem, durante a “Operação You”, na manhã desta quinta-feira (29), em Belém.

O suspeito é investigado pelos crimes de Falsa Identidade, Invasão de Dispositivo Informático, Divulgação de fotos íntimas e Constrangimento Ilegal contra mulheres. Segundo as investigações, até o momento, mais de 10 vítimas foram identificadas. O trabalho policial se iniciou há cerca de seis meses e a maioria das mulheres são estudantes de uma instituição de Ensino Superior (IES).

De acordo com a PC, o suspeito iniciou os atos criminosos em 2016, e seguia cometendo-os. Há indícios de que o homem alcançou um número grande de mulheres. O preso utilizava de engenharia social para obter senhas de contas de e-mail e invadir drives e redes sociais das vítimas para obter fotos e informações pessoais delas arquitetando uma rede criminosa, para fazer outras vítimas em seguida.

A titular da DCCV, delegada Lua Figueiredo, alertou para esse tipo de golpe, ressaltando a importância de sempre se ter a confirmação da identidade da pessoa com quem se troca qualquer informação via redes sociais e para que não se forneça senhas.

“Reforçamos um alerta, pois em muitos casos as mulheres estão mais vulneráveis nas redes para esse tipo de crime. É necessário evitar qualquer troca de fotos intimas pelas redes sociais, além de senhas. Às vezes, parece inofensivo fornecer uma senha de e-mail, porém, a partir dessa rede, eles podem ter acesso a todas as outras e obter informações pessoais para fins criminosos”, ressaltou a delegada Lua Figueiredo.

Durante a ação, nesta quinta-feira, foram apreendidos dois aparelhos telefônicos, além de chips e um notebook que serão periciados para esclarecer o modo de atuação e reunir provas contra os crimes praticados.

Durante a ação, nesta quinta-feira, foram apreendidos dois aparelhos telefônicos, além de chips e um notebook que serão periciados para esclarecer o modo de atuação e reunir provas contra os crimes praticados.

“Continuaremos as investigações a partir da oitiva, análise de todos os materiais apreendidos e da quebra do sigilo telemático, o que nos permitirá ter acesso aos conteúdos armazenados por ele”, concluiu a titular da DCCV.

Após a prisão, o suspeito foi conduzido a unidade policial onde foi ouvido e, posteriormente, será encaminhado ao sistema penitenciário. Ele já está à disposição da Justiça. A ação contou com o apoio de peritos da Polícia Científica o Centro de Pericias Cientificas Renato Chaves.

Denúncia – Qualquer denúncia de vítimas de casos similares e de outros, podem ser feitas pelos números 181 e 98115-9181 (mensagens via whatsapp). Também de forma presencial na Divisão Especializada, na Delegacia Geral de Polícia Civil, na avenida Governador Magalhães Barata, 209, no bairro de Nazaré, em Belém.

ASCOM/PCPA 

Deixe um comentário